Avante à Ciência!

In UNASP

Já pensou em participar de um grupo de pesquisa? Ou não sabe o que é isso? Chegou a hora de conhecer algumas oportunidades que o Unasp-EC oferece

Rafaela Vitorino

“A vida sem ciência é uma espécie de morte”, já dizia Sócrates. Você pode até discordar dessa frase, mas há quem concorde. Prova disso são os alunos de universidades que se envolvem nos chamados Grupos de Pesquisa. Não sabe o que é isso, universitário? Já está na hora de saber. Trata-se de um grupo de estudantes pesquisadores que se organizam em torno de linhas de pesquisa em uma determinada área. O objetivo é desenvolver uma pesquisa científica. E os alunos do Centro Universitário Adventista de São Paulo (Unasp-EC) não ficam fora disso. São mais de dez Grupos de Pesquisa entre as diversas áreas de conhecimento. Abaixo, você, aluno do Unasp, pode conferir uma série de opções e ver aquela que se encaixa mais na sua área e nos seus gostos. Vamos lá?!

Grupo de Estudos em Cibercultura e Comunicação (Geccom)

Na área de Ciências Sociais Aplicadas, o grupo foi formado em 2011 sob a direção do prof. Dr. Tales Tomaz está relacionado aos cursos de Comunicação Social e Jornalismo. As pesquisas objetivam contribuir para a consolidação e expansão das áreas de cibercultura e da comunicação como áreas de conhecimento. Teóricos como Martin Heidegger, Jean Baudrillard e Zygmunt Bauman são estudados durante as reuniões. “Tá” achando pouco? Então se liga nesse feito do Geccom. Ele é membro da Rede de Grupos de Pesquisa em Comunicação, sendo o único em nível de graduação no Brasil a fazer parte. Então alunos de Jornalismo, Publicidade e Propaganda e Rádio e TV, atenção!

Investigação nos Evangelhos Sinóticos

Pertence à área de Formação Teológica e está ligado à graduação de Teologia. Este grupo voltado para teologandos é liderado pelo prof. Dr. Ozeas Moura. Em suas reuniões eles analisam temas do discipulado e segmento de Jesus no Evangelho de Marcos. Um dos objetivos do grupo é publicar um livro com artigos feitos pelos participantes. Quer ter seu nome em um livro? Você, teoloboy ou teologirl (girlpower!), já tem uma opção.

Estudo em Linguagem e Estruturação Musical

Formado em 2010, o grupo é coordenado pelo prof. Me. Gerson Arrais e é vinculado ao curso de Música. O objetivo é criar novas metodologias a partir de conteúdos trabalhados em aulas práticas do curso. As pesquisas buscam novos exemplos para serem passados aos alunos. Atualmente o trabalho do grupo leva o título: “Da Prática para a teoria: abordagens metodológicas do ensino que partem da realidade musical do aluno de linguagem e estruturação musical”. E olha só. Este é o primeiro grupo do campus a realizar pesquisas destinadas à área da música. Quer fazer parte dessa história? Encontrou o caminho.

Judiciário e a Construção da Cidadania: Pesquisa em Arquivos Judiciais Históricos

Os alunos de Direito no Unasp bem conhecem o nome da professora que lidera esse grupo: profa. Ma. Fernanda Covolan. Os estudantes realizam pesquisas fazendo análises de processos históricos e procurando saber o que de fato ocorreu, tomando como base o direito do trabalho. Neste ano o grupo da área de Ciências Humanas completa cinco anos.

Engenharia de Água e Solo e Meio Ambiente

E o “baby” da lista é este grupo de estudos formado há apenas um ano, mas que não fica para trás. Vinculado ao curso de Engenharia Agronômica, as pesquisas são desenvolvidas em parceria com a Faculdade de Engenharia Agrícola da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Entre os membros estão doutores, uma mestra, além de alunos em nível de graduação. E mais, os membros já tiveram seus trabalhos publicados em revistas como African Journal of Agricultural Research e Acta Iguazu. Como parte da área de Ciências Exatas e da Terra, o objetivo é capacitar profissionais para o desenvolvimento e conhecimento do reuso de água na agricultura. O grupo é fruto dos estudos de sua coordenadora prof. Dra. Aline Nazário. Vai uma publicação em revista internacional aí?

Para os professores, a área da pesquisa é muito importante para a formação do aluno. O líder do Grupo de Pesquisa Aplicada à Publicidade e Propaganda prof. Me. Ronaldo Sales observa transformações nos alunos. “O aluno que passa por um grupo de pesquisa acaba se tornando muito mais sofisticado intelectualmente, o que lhe permite ter uma participação mais consistente em qualquer discussão”, exemplifica. Além da oportunidade de crescimento intelectual, os grupos de pesquisas proporcionam experiências que vão além do que a graduação oferece. A ex-aluna Gladys Silva, participante do grupo de pesquisa Excelsior!, pôde vivenciar isso. Ela participou de congressos nacionais na área da comunicação e religião, objeto de estudo de seu grupo. Como também, teve a oportunidade de publicar um artigo. “Eu diria que debater os assuntos estudados no grupo de pesquisa nesses congressos, com pessoas de outras universidades com opiniões completamente diferentes, foi uma das melhores experiências da minha vida”, assegura.

Então? Ficou interessado? Dá uma olhadinha em outros grupos de pesquisa e projetos de extensão no site do Unasp. Quem sabe é a hora de escolher o seu! https://www.unasp.br/pesquisa-e-extensao/.

Link da imagem:

https://goo.gl/Xm4eUe

 

You may also read!

Atenção vestibulando MEC anuncia novas mudanças no Enem 2018

Candidatos terão 30 minutos a mais para fazer a prova do segundo dia entre outras mudanças Kawanna Cordeiro Em

Read More...

Conheça os seis melhores museus do Brasil

Para quem acha que no Brasil não tem cultura, conheça os melhores museus para  visitar no dia Internacional dos

Read More...

Cinco cuidados especiais que devemos ter com os olhos

Os olhos são conhecidos como janelas da alma e são responsáveis por boa parte daquilo que percebemos como mundo.

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu