Compra de artigos eletrônicos cresce no Brasil

In Ciência e Tecnologia, Economia, Geral

Devido a suspensão das atividades presenciais, a compra de eletrônicos para o uso em casa aumentou

Camylla Silva

Com o isolamento social, a rotina de consumo das pessoas mudou. O mundo corporativo foi obrigado a adotar novas medidas para que o funcionamento continuasse. Sem sair de casa, o trabalho passou a ser produzido em formato “home office”. Além do mais, reuniões que estavam programadas  necessitaram de ser canceladas, ou realizadas por meio de videoconferência.

As escolas e universidades também foram obrigadas a adotar a prática do ensino a distância para não prejudicar os alunos. As aulas são realizadas por meio de plataformas educacionais. Com essa inesperada evolução e com todos em casa, até mesmo quem não é muito adepto a tecnologia, acabou se rendendo a ela.

Muitas pessoas e empresas se prepararam para transformar o ambiente de casa em um escritório. Deste modo, houve aumento na demanda do comércio eletrônico e produtos relacionados a escritório como mesas e cadeiras; mouses e teclados; computadores e notebooks; smartphones; internet em banda larga e entre outros. 

Jessica Alcântara, gerente de uma das grandes lojas da Samsung em Manaus, declara que “comparando esse período com o do ano passado, eles tiveram um aumento nas vendas de quase 100%”. E ainda completa: “Sem contar que nesse mês de março as vendas de smartphones tiveram um aumento de 80%, o que também está sendo  um diferencial do ano anterior”, finaliza.

Tendência para o decorrer do ano 

Em uma pesquisa realizada pela Criteo, empresa global de tecnologia que fornece publicidade confiável aos profissionais, o comércio eletrônico deve continuar crescendo em 2021. Segundo o levantamento, 56% dos consumidores brasileiros pesquisados afirmam que compraram em canais de e-commerce pela primeira vez durante o pico da Covid-19,  como mostra a pesquisa realizada pelo Criteo.

A perspectiva é que as vendas tendem a aumentar consideravelmente, podendo assim atingir uma massa cada vez maior de consumidores. Segundo pesquisa desenvolvida por Clinton e Gore em 1997, “a tendência é de alavancar cada vez mais com a redução dos preços dos equipamentos essenciais para o uso da Internet.”  Diferentes autores alegam que as mudanças introduzidas pela adoção do comércio eletrônico são tão expressivas quanto as transformações que ocorreram durante as Revoluções Industriais. 

You may also read!

A renascença psicodélica

Pesquisas experimentais e clínicas com drogas alucinógenas foram restabelecidas por grupos de pesquisa na Suíça, Brasil, Estados Unidos e

Read More...

Superação versus pandemia

Brasileiros vivem sonhos e vencem desafios como estrangeiros Samuel Matheus Milhares de jovens migram para o exterior para buscar

Read More...

Real, a sobrevivência de um povo

Em 2021, a desvalorização do real foi responsável pela queda no poder de compra dos brasileiros de produtos da

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu