Criatividade com Gisela Kassoy

In Entrevista

Lia Costa

Para conversar sobre criatividade entrevistamos a especialista em Criatividade e Inovação Gisela Kassoy que atua como consultora e palestrante sobre o assunto. Ela já realizou trabalhos em quase toso o país, além dos EUA, Europa e América Latina.

ABJ Notícias: Todos podem ser criativos e inovadores?

Gisela Kassoy: Todo mundo é criativo. Entretanto há diferentes tipos de criatividade. Se usarmos o conceito do pesquisador inglês Michael Kirton, podemos dividir a criatividade em dois tipos: a adaptadora (das pequenas coisas, dentro da conformidade) e a inovadora (das grandes ideias que quebram paradigmas e trazem mudanças efetivas). Assim, hápessoas que usam a criatividade para se adaptar ao mundo e tendem a melhorar, adaptar inovações e solucionar problemas. Também há as que mudam o mundo e que tendem a gerar inovações de impacto.
ABJ: O que é importante considerar para ser uma pessoa criativa?

Gisela: Costumo dizer que criar é como dançar: algumas pessoas nascem com o dom, outras apenas capazes de se mexer razoavelmente. Entretanto, aqueles que aprendem, desenvolvem e praticam a dança acabam dançando até melhor do que pessoas que nasceram com o dom e foram podadas desde a infância. Outro fator a ser considerado é o ambiente. Assim como é mais fácil dançar na balada do que no elevador, é mais fácil também criar num local onde há menos censura, onde o pensar diferente vai ser valorizado, onde o desejo de inovar é verdadeiro. Portanto, para reforçar a criatividade, é importante conhecer o processo criativo e também estar cercado de pessoas abertas e estimulantes.

ABJ: Por que as pessoas são mais criativas quando crianças?

Gisela: Podemos comparar a criatividade a um caleidoscópio, no qual as pedrinhas coloridas equivalem ao nosso conhecimento e a argola que a gente gira equivale à nossa imaginação. Nessa analogia, criatividade é a capacidade de recombinar o conhecimento para formar novas imagens. As crianças são mais livres para usar a imaginação, pois sofrem menos censura. Por outro lado, os adultos possuem mais conhecimento. O melhor dos mundos acontece quando conseguimos recombinar nosso conhecimento com uma postura de criança, ou seja, ludicamente e sem censura, pelo menos num primeiro momento.

ABJ: O hábito mina a criatividade e a inovação?

Gisela: Sim. Os hábitos dificultam a percepção de oportunidades e congelam o pensamento. Quanto mais praticamos ações rotineiras e/ou repetimos as mesmas coisas, mais difícil fica para o cérebro pensar de forma diferente. Um ótimo exercício para estimular a criatividade é justamente mudar os hábitos, visitar lugares diferentes, fazer algo totalmente inédito ou conversar com pessoas que agem e pensam de forma bem diferente da nossa.

ABJ: Qual a sua opinião sobre a criatividade das crianças da nova geração tecnológica?

Gisela: Estou acompanhando alguns estudos sobre o funcionamento da mente humana sem o uso da escrita a mão, com a redução dos relacionamentos presenciais e com a ascensão dos games. No entanto, os estudos são meio controversos. Não vi conclusões que me convencessem.

ABJ: A criatividade é capaz de tornar tudo possível?

Gisela: Depende do que se chama de possível. Um ser humano ainda não é capaz de sair voando sozinho, mas a criatividade aliada à tecnologia nos tornou capazes de pegarmos aviões.

ABJ: É possível dar dicas para estimular a criatividade? Existe uma receita?

 Gisela: Receita eu não diria, mas há dicas, com certeza. Já mencionei sair da rotina. Outro procedimento supersimples é se forçar a ter sempre mais de uma alternativa, nunca se contentar com a primeira. Há também técnicas específicas para estimular novas ideias, a mais conhecida é o Brainstorming- que consiste em forçar a mente a gerar o maior número possível de ideias para depois selecioná-las. Nosso cérebro está programado para memorizar e não para pensar diferente. Ideias podem surgir sempre, mas utilizar as técnicas garante que elas surgirão quando precisarmos delas.

Link da imagem: https://goo.gl/ifkNqO

You may also read!

Atenção vestibulando MEC anuncia novas mudanças no Enem 2018

Candidatos terão 30 minutos a mais para fazer a prova do segundo dia entre outras mudanças Kawanna Cordeiro Em

Read More...

Conheça os seis melhores museus do Brasil

Para quem acha que no Brasil não tem cultura, conheça os melhores museus para  visitar no dia Internacional dos

Read More...

Cinco cuidados especiais que devemos ter com os olhos

Os olhos são conhecidos como janelas da alma e são responsáveis por boa parte daquilo que percebemos como mundo.

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu