Festival nacional de museus comemora sua 15° edição

In Cultura, Geral

Primavera dos Museus tem como tema perdas e recomeços.

Lucas Pazzaglini

O Instituto Brasileiro dos Museus (Ibram), realizou, dos dias 20 a 26 de setembro, a Primavera dos Museus. O festival nacional, que tem como maior objetivo fortalecer os laços entre os museus e a sociedade, completa sua 15° edição neste ano. Durante a semana foram apresentados shows, lives educativas, apresentações teatrais, exposições em museus dentre outras atividades. As programações tiveram como tema principal: perdas e recomeços,que,segundo o diretor da Ibram, Pedro Mastrobuono, foi decidido em face à pandemia.

A Primavera dos Museus é um evento nacional que tem como principal objetivo a promoção dos museus para a comunidade. O evento, que já ocorre há 15 anos, tem um significado especial nessa edição. Segundo a Gestora do Museu da Cidade de Campinas, Adriana Barão, a partir dessa celebração “a sociedade começa a perceber que existem muitos museus e nós começamos a ganhar visibilidade”. A gestora ainda comenta que o tema principal da semana mostra uma maior preocupação com a responsabilidade social dos museus.

Contando com programações presenciais e online, a Primavera dos Museus pôde ser apreciada por um grande público. Segundo a organização do evento houveram mais de 680 inscritos, por volta de 700 museus envolvidos e 1700 atividades culturais apresentadas durante o festival. Uma das atividades foi a produção do espetáculo teatral “Floresta Viva” que, seguindo os protocolos de segurança, foi realizado na parte externa do Museu Catavento em São Paulo. Além disso, a responsável pela organização do evento, Ana Lima, ressalta que o museu se beneficiou muito da transmissão online, tendo a oportunidade de chegar em outros locais e estimular o interesse por museus.

A semana também marcou a volta do funcionamento dos museus, de forma mais completa, que estavam operando de forma restritiva durante a pandemia. Como no caso do Museu da Cidade de Campinas, participante desde a 6ª edição da campanha nacional, que após o evento abre as portas para um maior público. O museu estava desde março aberto, porém, de forma reduzida, com a vacinação será permitida a entrada de mais pessoas e a apresentação de maiores eventos e exposições.

A organização da 15° semana do evento teve início em julho, com o lançamento do tema da edição do festival, seguido pela apresentação da identidade visual e o texto base para que os museus pudessem preparar suas exposições, segundo a sugestão do Ibram. No estado de São Paulo mais de 50 cidades estiveram envolvidas no evento.

You may also read!

Ponte Estaiada ganha iluminação para campanha contra fibrose cística

Monumento em São Paulo ganha uma iluminação nova para campanha contra a doença.  Bruno Sousa Na zona sul do estado

Read More...

CPI da Covid chega aos últimos depoimentos e continua assistindo polêmicas

Na semana do dia 4 de outubro, a CPI assiste aos últimos depoimentos e o presidente da Comissão prevê

Read More...

Tempestade de areia atinge cidades do interior de São Paulo e causa medo

Seca e queimadas são os principais fatores que  favorecem a ocorrência do fenômeno. Rachide Incote Uma enorme nuvem de

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu