Gerações relatam dificuldades de adaptação ao ensino remoto

In Educação, Geral

No início da quarentena, em março de 2020, as aulas presenciais migraram para o modo remoto, dificultando a aprendizagem da geração X que precisou adaptar-se ao ambiente virtual

Camilly Inácio

A dificuldade de adaptação às aulas remotas, que necessita da internet, tem acompanhado a maioria dos estudantes que integram a chamada geração X, com idade de 40 a 55 anos de idade. Isso se dá devido a quarentena provocada pela pandemia da COVID-19 desde março de 2020. Em contrapartida, os estudantes que pertencem a geração Z, até 25 anos de idade, quase não apresentaram queixas com o uso da internet nesse cenário. 

Francisco Silvestre e Emily Cardoso iniciaram os cursos de Direito e Farmácia respectivamente em 2020. Ele com quase 50 anos  de idade e ela recém concluído o Ensino Médio. Francisco afirma ter levado cerca de 3 meses para aprender a lidar com o acesso à plataforma onde as aulas eram transmitidas, enquanto Emilly afirma não ter tido dificuldades com a tecnologia.

As pessoas da geração Z nasceram em um mundo de tecnologias já estabelecidas e são conhecidas como nativos digitais. Possuem competência e conhecimento pleno da vida digital. A tecnologia, na sua maioria, faz parte de suas vidas. Por outro lado, a geração X precisou adaptar-se com a internet por necessidade ou curiosidade por ser uma ferramenta criada tempos depois de terem nascido. Por isso são conhecidos como imigrantes digitais e trazem heranças do passado, quando os aparelhos digitais não faziam parte de sua rotina.

A dificuldade tecnológica não é o único problema de adaptação no ensino à distância

Mesmo que a tecnologia não seja um problema para os mais novos, o ambiente diferente das aulas que estavam acostumados também prejudicou a adaptação com o modelo virtual. Emilly diz que encontrou dificuldade com a forma que as aulas on-line aconteciam. A diferença entre salas de aula virtuais e salas presenciais é imensa e influencia na falta de concentração e com o incômodo da instabilidade de rede que pode existir na hora de assistir às aulas. 

O relacionamento das duas gerações supera numerosas dificuldades, pois todos têm se ajudado na adaptação com o ensino virtual durante a pandemia, e tem sido essencial para a maioria das pessoas no contexto acadêmico. “Meus colegas de classe sempre me ajudam”, afirma Francisco. E acima de tudo, o aprendizado e experiência adquiridos nessa fase incentiva outros alunos continuarem a frequentarem as aulas. Os estudantes afirmam  que aprenderam a ter mais perseverança para alcançar os objetivos, e que mesmo sendo desafiador, a disciplina e dedicação fazem o sonho de se formar tornar-se possível.

You may also read!

buraco atacama

Buraco de 200 metros de profundidade surge no deserto do Atacama

Autoridades começaram as investigações de um buraco gigante que surgiu em uma região de mineração no norte do Chile.

Read More...
Jô Soares morre

Jô Soares morre aos 84 anos

O apresentador Jô Soares foi internado para tratar uma pneumonia e faleceu na madrugada desta sexta-feira Paula Orling O

Read More...
Censo atingirá milhões de brasileiros

Censo 2022 tem início e atingirá mais de 70 milhões de domicílios

Recenseadores começaram o trabalho no dia 1º de agosto e o serviço tem previsão de término até o início

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu