Hoje é o Dia Nacional do Turismo

In Cultura

Sabryna Ferreira

Desde 2012, no dia 8 de maio é comemorado o Dia Nacional do Turismo

Há quem goste de criar raízes e há quem goste de bater asas. Mas hoje, 8 de maio, é dia de comemoração para os “alados”. Outras datas, como 27 de setembro e 2 de março, também comemoram a arte de viajar. Entretanto, no Brasil, segundo o Ministério do Turismo, hoje é o dia oficial do turismo.

O Dia Nacional do Turismo foi instituído pela então presidente da República, Dilma Rousseff. A Lei 12.625/2012 foi sancionada em 2012. Desde então a data foi incluída no calendário oficial brasileiro. A Lei estabelece comemoração da data em homenagem à ocasião em que o Estado do Paraná solicitou que as terras adjacentes à Catarata do Iguaçu fossem desapropriadas e declaradas de utilidade pública, em 1916. Foi determinada, então, a criação do Parque Nacional do Iguaçu em 1939. Em 2002, o Parque foi considerado sítio arqueológico brasileiro.

Num país tropical como o Brasil o turismo é uma força geradora de renda. A belezas naturais e históricas são apreciadas por estrangeiros e nativos. Em 2016, o Brasil bateu o recorde de 6,6 milhões de turistas estrangeiros. O aumento foi de 4,8% em relação a 2015, de acordo com dados divulgados pelo Ministério do Turismo.

Meisy Okino e Bruno Lopes fazem parte do grupo de pessoas que gostam de bater as asas e conhecer o mundo. Sendo ambos universitários, na época, tudo conspirava contra a realização dessas aventuras. Mas a falta de dinheiro não era motivo suficiente para impedi-los e, portanto, eles foram.  Para Bruno, viajar significa liberdade, recarga de energia, crescimento. “Meu primeiro mochilão foi o mais marcante. Fizemos trilha, dormimos na rua, pegamos carona. Foram quase cinco dias dependendo 100% de Deus mesmo”, relata. Meisy diz que toda viagem é diferente, não pelo roteiro ou pela companhia, mas pelas sensações vividas e experiências adquiridas. “Viajar é uma forma de sair da caverna para mim, mais especificamente “mochilando” quase que sem nada. Viajamos apenas com três mudas de roupa, sem dinheiro e um plano A que sempre termina em Z.”

Quando não há recursos, o jeito é fazer o famoso mochilão. Simplicidade, improviso e surpresas são as palavras de ordem nesse tipo de turismo que tem atraído principalmente a comunidade jovem. Segundo Meisy, num mochilão é preciso viver de forma minimalista, sem ter nada a perder e aproveitando todas as possibilidades disponíveis. “É aprender a improvisar muito. É um meio de conhecimento interno. Me sinto leve e sem necessidade de representar nada, apenas poder existir e ser”, define.

Seja numa viagem bem planejada e com roteiro ou numa onde improviso e coragem são um dos itens que se leva na mochila, conhecer o mundo é uma maneira de crescer. O bom do Dia Nacional do Turismo é que ele pode ser comemorado em qualquer dia do ano e em qualquer lugar.

Link da imagem: https://goo.gl/jO6VYL

 

You may also read!

Estrangeiros vieram mais ao Brasil

Entrada de estrangeiros no Brasil é 60% maior que em 2021

Embratur indica que as viagens de estrangeiros no Brasil e na América Latina devem voltar aos níveis pré-pandemia até

Read More...
buraco atacama

Buraco de 200 metros de profundidade surge no deserto do Atacama

Autoridades começaram as investigações de um buraco gigante que surgiu em uma região de mineração no norte do Chile.

Read More...
Jô Soares morre

Jô Soares morre aos 84 anos

O apresentador Jô Soares foi internado para tratar uma pneumonia e faleceu na madrugada desta sexta-feira Paula Orling O

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu