Moda consciente traz novas perspectivas para o consumo

In Geral, Meio Ambiente
Moda consciente afeta hábitos de consumo

A escolha de um guarda-roupa consciente é uma opção sustentável e auxilia no autoconhecimento

Camilly Inacio

A busca por uma moda consciente tem crescido cada vez mais.  Ao aderir a essa ideia a pessoa está trazendo benefícios tanto para si, como para o meio ambiente. De acordo com a consultora de comunicação, imagem e estilo, Gislaine Westphal, “quando você tem clareza sobre a mensagem que quer passar através da sua imagem, você compra melhor e gasta menos”, tendo isso em vista, “quanto menos gastamos em roupas e acessórios, mais sustentáveis estamos sendo”.

Em um artigo publicado pela Forbes sobre moda consciente, Shilpa Shah explica que, ao realizar um consumo consciente, “os compradores têm um desejo renovado por produtos criados a partir de matérias-primas da melhor qualidade, projetados com uma estética atemporal e feitos para durar”. 

Minimalismo como um tipo de moda consciente 

O minimalismo, entre outros estilos, “está apoiado nos conceitos da moda consciente” segundo o post da estamparia digital, Digitale Têxtil, sobre o minimalismo na moda e seu impacto. É um estilo de vida que tem grande influência na forma como a pessoa se veste. “O minimalismo preza pela redução do consumo. Quando aplicado na moda, ele evidencia as modelagens, cores, estampas e tecidos atemporais e discretos, além de criar novos significados para a relação entre consumidor e marca”, analisa a publicação. 

Além do mais, o post anteriormente citado explica que “é comum que os adeptos do minimalismo escolham marcas com processos transparentes e que adotam iniciativas para reduzir os impactos da indústria no meio ambiente”.

Adepto do minimalismo como estilo de vida, Gabriel Silva criou a própria marca minimalista e cristã. Ele afirma que queria vestir algo relacionado a sua fé, no entanto, achava que as roupas cristãs eram “chamativas e espalhafatosas”. Então decidiu criar a “King Lives”, para que solucionasse o problema dele e de outras pessoas que optam por um estilo mais simples e básico. 

Mas entre os lemas “menos coisas, melhor” que abrange a ideia central do consumo consciente e o “menos é mais” que representa o minimalismo, a moda consciente, em qualquer estilo que seja, pode influenciar a forma de uma pessoa se enxergar, pois, quando ela tem entendimento sobre que gosta de vestir, tendo isso bem definido, e coerente com quem ela é. “A pessoa tem uma autoestima mais equilibrada, uma comunicação não-verbal mais assertiva, gasta menos e se sente mais segura”, afirma a consultora de imagem, Gislaine Westphal. 

You may also read!

Estrangeiros vieram mais ao Brasil

Entrada de estrangeiros no Brasil é 60% maior que em 2021

Embratur indica que as viagens de estrangeiros no Brasil e na América Latina devem voltar aos níveis pré-pandemia até

Read More...
buraco atacama

Buraco de 200 metros de profundidade surge no deserto do Atacama

Autoridades começaram as investigações de um buraco gigante que surgiu em uma região de mineração no norte do Chile.

Read More...
Jô Soares morre

Jô Soares morre aos 84 anos

O apresentador Jô Soares foi internado para tratar uma pneumonia e faleceu na madrugada desta sexta-feira Paula Orling O

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu