Mortes no trânsito registram queda em cinco cidades da Região de Campinas

In Geral

Gabriel Buss

Entre as cidades com redução, estão Americana, Campinas, Indaiatuba, Monte Mor e Valinhos

Dados divulgados pelo Sistema de Informações de Acidentes de Trânsito do Estado de São Paulo (Infosiga-SP), relatou que o número de mortes em acidentes de trânsito foi reduzido em cinco cidades. A redução ocorreu entre os meses de janeiro e fevereiro deste ano. Em janeiro foram registradas 26 mortes nas cidades, enquanto em fevereiro foram 17.

Na cidade de Campinas em janeiro foram registradas 14 mortes contra 12 em fevereiro, o que provocou uma queda de 7%, segundo o relatório. Em Indaiatuba foram sete mortes, já no segundo mês, foram cinco. Em Monte Mor caiu de três óbitos para nenhum, queda de 66,6%. Americana e Valinhos registraram 100% de queda, com uma morte em janeiro e nenhuma no mês seguinte. Entretanto, se os dados forem comparados com o mesmo período de 2016, se percebe um aumento no índice de óbitos. Foram 40 mortes registradas neste ano, ante 30 mortes no ano passado, na região de Campinas.

Para a estudante Amanda Fereli, o trânsito de Campinas é seguro. “No meu ponto de vista, tanto a redução como o aumento são em partes responsabilidades dos próprios motoristas. Mas é claro que a infraestrutura e a organização do trânsito auxiliam na queda de acidentes”, diz. A estudante afirmou ainda que não vê o trânsito de Campinas como algo mal organizado. “Embora Campinas seja uma cidade grande, não acho o trânsito caótico e perigoso”, conclui.

O publicitário Henrique Tohnes, trafega de moto por Campinas e afirma que uma maneira de evitar acidentes, seria a faixa exclusiva para motociclistas. “Penso que poderia haver corredores exclusivos para motos nas vias principais igual existe em São Paulo”, afirma. Em questão de sinalização e segurança por parte do departamento de trânsito, Tohnes faz elogios. “A sinalização existe e é boa e os carros do departamento de trânsito sempre estão rodando pela cidade e dando maior fluidez as vias mais movimentadas”, completa.

A servidora pública Daniele Grana, afirma não se sentir segura ao dirigir, não por falta de controle ou sinalização, mas porque os motoristas não respeitam as regras e sinalizações. “Isso faz os índices aumentarem e elevam os problemas em algumas vias”, garante. Questionada sobre o que poderia melhorar, ela acredita que estudos sobre  agilidade e qualidade poderiam ser realizados. “O transporte público funciona e atende a maioria das regiões, entretanto o tempo de locomoção faz as pessoas optarem por outro meio de transporte”, declara. Ainda de acordo com Daniele, um metrô seria uma possível solução para o problema. “Mas para isso deveria ser feito um estudo aprofundado no quesito de agilidade e qualidade de transporte”, completa.

A Infosiga-SP possui um site chamado “Vida dê Preferência” que tem por objetivo a conscientização dos motoristas.  Lá o condutor encontra dicas e orientações para que o trânsito flua melhor. O propósito do site, segundo assessoria de imprensa do Sistema de Informações é auxiliar o motorista, para que os índices diminuam cada vez mais em todo o estado de São Paulo. “Campinas solicitou a poucos dias uma parceria de estudos com a Infosiga-SP, para estudar mais a fundo alguns desafios da cidade em mobilidade”, pontua.

 

 

 

 

 

You may also read!

Como andam as suas maneiras?

São os atos do dia-a-dia que definem o caráter, e, também, a deselegância  Maria Teófilo Em 13 de novembro

Read More...

Resumo das notícias do dia: 02/12/2019

Confira: Denúncias de Tortura no Rio de Janeiro Tiroteiro policial em Paraisópolis Reunião da Cúpula de Combate às Mudanças Climáticas

Read More...

Novela brasileira vence premiação internacional

Isabella Anunciação A novela “Órfãos da Terra” venceu o prêmio Rose D’Or em Londres neste domingo. O programa brasileiro

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu