Museu da Imagem e do Som celebra Semana do Cinema Brasileiro em formato on-line

In Cultura, Geral
No Brasil, diferente de outros lugares, comemora-se o dia da primeira filmagem e não a exibição em solo nacional.

Comemorado no dia 19 de junho, o MIS tem programação realizada juntamente com a UFMS para celebrar a data

Ester Leite

A Fundação de Cultura, juntamente com o Museu da Imagem e do Som de São Paulo (MIS), realizou uma semana de eventos no formato on-line. Foram apresentados diversos produtos, entre eles vídeos, debates e atividades para interação do público.

Além disso, foi exibido no dia (18), o filme clássico Limite, de 1932, considerado pela Associação de Críticos de Cinema (Abraccine), o melhor filme já desenvolvido no Brasil. Logo após esse, na página do Facebook da Fundação de Cultura do Mato Grosso do Sul, aconteceu uma live com o Prof. Dr. Rubens Machado da USP e outros discursadores.

Segundo o cinegrafista independente Yuri Bareti o diferencial do cinema está na sua coletividade. Todas as áreas estão conectadas e precisam estar alinhadas com o devido preparo. Cada função tem sua relevância e nenhuma é superior à outra, já que todas dependem do coletivo. “Possuir uma câmera de alta qualidade não garante um bom produto final se as questões de produção não estiverem bem alinhadas”, exemplifica.

Tendo em vista a comemoração do cinema brasileiro, ele acredita que não deve ser associado apenas ao entretenimento. Assim, o investimento em filmes não será confundido com luxo, mas “como uma questão de sobrevivência e evolução da sociedade”. Priorizar a cultura antes do entretenimento é dever do artista.

Yuri explica que “a arte é como forma de comunicação e expressão dos sentimentos”. Segundo o cinegrafista, a arte instrui e é o que se tem de melhor para ensinar da realidade, algo que o povo brasileiro conhece muito bem. Yuri acrescenta: “Considero o Brasil um país promissor no cinema, já que como sociedade temos muito o que dizer, e culturalmente muito o que acrescentar”.

Pelo senso crítico ser confundido com insatisfação e a cultura com recreação, alguns críticos apontam que tanto o cinema como outras artes não recebem o apoio devido do governo brasileiro e da população. Já Bareti acredita que o povo conquistará seu espaço e dará o suporte que o cinema nacional precisa como expressão cultural. Seu sonho para o cinema brasileiro é que deixe de ser apenas um sonho. Ele comenta que “o cinema brasilero não é pra poucos, é para todos”. 

Thamires Hermínio, amante da arte cinematográfica, opina que depois dos livros, o cinema foi o que mais a ensinou sobre culturas, lugares e pessoas. Para ela, o cinema significa lazer, cultura e política. Thamires confessa que já teve preconceito com produções nacionais. Mas agora ela consome e recomenda o cinema nacional. “Tenho muito orgulho de dizer que o nosso cinema é genial”, celebra. 

Ela acrescenta que “o cinema é arte, e isso é fundamental para entender a multiplicidade da alma, desenvolver o autoconhecimento, crescimento e até a paixão”. Além do entretenimento, Thamires afirma que “o cinema é sobre o social, o que é ou não aceito, o já observado e aquilo que não se tem proximidade”. Ela conclui: “É sobre sentir”.

 

Top 5 indicações para conhecer o cinema brasileiro e desenvolver seu repertório cultural com as obras mais premiadas da história.

  1. Cidade de Deus (2002) – Indicado ao Oscar em diversas categorias.
  2. Central do Brasil (1998) – Recebeu o BAFTA e o Globo de Ouro como Melhor Filme Estrangeiro.
  3. Que horas ela volta (2015) – Premiado em vários festivais de cinema e o Prêmio do Júri no Festival de Cannes em 2019.
  4. Carandiru (2003) – Indicado à Palma de Ouro no Festival de Cannes, além de receber prêmios nos festivais de Havana e Cartagena.

You may also read!

Dicas para instagram

4 conselhos para dar um up no Instagram do seu negócio

Hellen Piris  Se você tem uma marca, empresa ou negócio e ele não tem uma rede social própria, você

Read More...
Os esportes online cada vez mais ganham espaço nos lares.

Das ruas para dentro de casa: o ciclismo na telinha

Tecnologia une a prática esportiva à socialização virtual Ana Clara Silveira A sensação de liberdade sobre duas rodas faz

Read More...
O ensino à distância abriu oportunidades, mas dificultou processos.

Impacto do ensino a distância na vida de professores e alunos

Estratégias em meio à pandemia para uma educação de qualidade Samuel Matheus O ensino a distância em meio a

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu