ONG cria projeto para crianças e adolescentes no Bairro Universitário

In Educação

Entre os objetivos, estão ensinar conceitos de cidadania, ética, honestidade, respeito e contribuir para a formação de caráter

Maria Teófilo

Em 03 de fevereirol, foi aberto ao público o polo coelhense do projeto TopSevenKids. A iniciativa não conta com apoio governamental, e oferece diversas atividades ao público infanto-juvenil. Duas Organizações Não Governamentais (ONGs) se uniram a fim de oferecer os serviços: Núcleo Artesanal e Promocional “O Pequeno mundo de Ellen”, idealizada por Carmem Alonso de Castro Gomes e Saulo Miguel Fernandes, e o Instituto Ben’s de Desenvolvimento Humano, coordenado por Benivaldo Ramos Ferreira Junior.

O projeto tem como objetivo ocupar o tempo ocioso da criança fora do período escolar. O horário de funcionamento é às segundas e quartas-feiras pela manhã (8h-11h) e tarde (14h-17h) para adolescentes (11-17 anos), e terça e quinta-feira (mesmos horários) para as crianças (6-10 anos). A ONG está localizada na Rua Três, nº 56, do Bairro Universitário em Engenheiro Coelho. Das 200 vagas, somente 80 foram preenchidas até o momento. O telefone para contato é (19) 3199-9743. O cadastro deve ser efetuado pelos pais ou responsáveis com os seguintes documentos:

  • RG e CPF caso a criança tenha
  • Certidão de nascimento
  • Carteirinha do SUS
  • Comprovante de endereço
  • RG e CPF dos pais/responsável e se possível foto ¾

“O Pequeno mundo de Ellen” já trabalha com tais projetos desde 1992 na cidade de São Paulo.  Já o Instituto Ben’s é o atual patrocinador da ação, e trabalha na área social no Rio de Janeiro. Fernandes conhecia Ferreira, do Instituto Ben’s. Ele foi apresentado à Carmem. Disso nasceu a parceria que resultou na criação do TopSevenKids. A diretora do projeto, Taise de Castro Ribeiro, conta que, embora contem com o auxílio das ONGs, é necessário buscar novas fontes de investimento. “Vamos tentar [conseguir o auxílio d]o Fundo Municipal da Criança e do Adolescente, mas, para isso, teremos que ter um tempo de receita e de funcionamento”, explica. Taise reforça que as crianças serão instruídas e encorajadas a possuírem uma melhor autoestima, além de aprenderem a lidar com o bullying. Atualmente, cada organização tem seu papel no programa: “O Pequeno Mundo de Ellen” entrou com a mão de obra, proporcionando um ambiente familiar para os atendidos; enquanto o investimento foi feito pelo Instituto Ben’s.  O local conta com sala de musicalização, jogos lúdicos, informática, artesanato, biblioteca, cozinha que ainda está em obra e espaço para horta. Até agora, o TopSevenKids conta apenas com funcionários/as, mas as portas estão abertas para o voluntariado.

Ensinos para a vida

Natália Caetano é mãe de Guilherme, de seis anos. A família morava no Rio de Janeiro, e se mudou há um mês para Engenheiro Coelho. Ela conheceu o programa através do Facebook, e, logo após sua instalação no Bairro Universitário, matriculou o filho. “Acho muito válido porque ajuda no desenvolvimento cognitivo, inclusão digital, também tem noção do desenvolvimento sustentável porque está sempre em contato com a horta e todas as outras atividades.  Sem dúvidas indico o programa para todos”, frisa.

Os amigos João Vitor e Diego Souza se conheceram no projeto, e gostam muito das atividades exercidas. Suas favoritas são as aulas de Informática, Artes e Ecologia. Além disso, adoram as jabuticabas do local. “Eu fico doido [para] que chegue terça-feira. Conto nos dedos porque eu adoro esse lugar! Chego da escola correndo, falo “oi” com minha mãe e já venho. Fui convidado para conhecer o lugar pelo meu amigo Lucas, e desde então não saí”, enaltece o menino Diego.  As meninas também gostam, e Fernanda Sales, Rebeca Afonso e Stefany Grangeiro – todas com 10 anos – dizem amar as aulas de Informática. Elas já aprenderam a digitar corretamente sem olhar para o teclado. Stefany também gosta das aulas de Civismo e Cidadania. “Eu amo aprender sobre leis e direitos”, afirma.  O professor de Educação Física Josué Corrêa, que também é monitor e dá aulas de Cidadania, Religião e Civismo, analisa que o programa ensina valores indispensáveis às crianças. “Todas as oficinas que já começaram e também as que vão iniciar ensinam coisas úteis, de maneira que elas poderão exigir mais tarde seus direitos”, completa.

You may also read!

Aumento no Preço dos Alimentos de Cesta Básica

Imagem: Geraldo Magela/Agência Senado Além do arroz, outros alimentos tiveram seu valor aumentado, gerando impacto na mesa dos brasileiros

Read More...

Procurando o caminho certo

Eric Motta Artur Nogueira é uma das cidades que compreendem a região metropolitana de Campinas. Nela se encontrou um

Read More...

Auxílio Emergencial: Plano do Governo Federal que auxiliou pessoas físicas e jurídicas em meio à pandemia

Para não fecharem as portas definitivamente, microempreendedores e autônomos tiveram que recorrer ao auxílio emergencial Victória Oliveira Durante a

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu