Sedentarismo infantil causa problemas além da saúde física

In Geral, Saúde

Problemas psicológicos são algumas das possíveis complicações.

Fernanda Zwirtes

O sedentarismo é uma condição que pode ocasionar diversas doenças, como obesidade, ansiedade, infarto e até mesmo levar à morte. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), no Brasil, isso acontece também entre os jovens e adolescentes. O número de habitantes que apresentam sedentarismo aumentou 84% em jovens de 11 a 17 anos entre os anos de 2001 e 2016.

Segundo a OMS, é considerada sedentária uma criança na faixa etária entre seis e 17 anos que pratique menos de 300 minutos de atividade física semanalmente  Este número equivale a uma hora por dia de exercícios com uma periodicidade de cinco dias por semana. As primeiras etapas do tratamento são mudanças no estilo de vida, como dieta e exercícios.

De acordo com o site Conexa Saúde, uma pessoa sedentária tem um risco maior de desenvolver doenças cardiovasculares,  como infarto, AVC, pressão alta e diabetes do tipo 2. Esta situação pode acontecer por conta da resistência à insulina, principalmente quando há uma alimentação rica em açúcar.

A médica pediatra Beatriz Amatto explica que o sedentarismo diminui o gasto energético, o que contribui para o aumento do colesterol, entre outros problemas. “Um mau hábito instituído ainda na infância tem uma chance menor de ser corrigido na vida adulta, pois já fará parte do dia a dia daquele indivíduo”, explica. 

Por que as crianças hoje em dia possuem esse problema?

A médica explica que o sedentarismo é “uma causa multifatorial”. “Comparativamente com as gerações anteriores (época na qual as crianças tinham o costume de brincar ao ar livre), hoje temos avanços tecnológicos a nosso favor, assim como a facilidade e comodidade dos brinquedos eletrônicos , que acabaram substituindo o brincar em movimento”, completa a pediatra.

A médica Beatriz sugere algumas dicas de como prevenir o sedentarismo infantil: 

1) Estabeleça limites em relação à exposição à tela (defina o período o qual a criança poderá utilizar tablets, celulares, computador, etc;
2) Incentive a prática de um esporte (converse com a criança e veja o que mais a agrada – ex natação, futebol, dança);
3) Proponha atividades ao ar livre (tenha o hábito de frequentar parques, andar de bicicleta em local seguro); 
4) Seja o exemplo: as crianças são espelhos dos pais (Tenha hábitos saudáveis que a criança também irá ter);
5) Dialogue, converse. Explique a importância de ser uma criança ativa.

Atuação do sedentarismo no cérebro da criança

De acordo Ellen Britto, que é psicóloga, o sedentarismo está relacionado com a ansiedade, pelo fato de as crianças serem mais sensíveis e não conseguirem regular suas emoções. “A comida acaba sendo rapidamente uma ‘ótima’ ajuda pelo fato dos alimentos hipercalóricos possuírem um processo no cérebro de recompensa muito rápido, que irá dar a sensação de felicidade e que aliviará qualquer desconforto que venha por conta da ansiedade, tristeza ou angústia.”, declara Ellen. 

A alimentação saudável contra o sedentarismo

É necessário substituir o consumo de alimentos ultraprocessados por alimentos mais saudáveis, como frutas, legumes, tubérculos, verduras, castanhas e cereais integrais, é isso o que a nutricionista Larissa Mendes explica. Ela discorre sobre como os  alimentos ultraprocessados possuem elevadas quantidades de açúcar, sal, gordura e aditivos químicos que podem causar danos à saúde. 

O consumo de alimentos ultraprocessados está associado com o ganho excessivo de peso na infância. Sendo assim, os responsáveis pela alimentação da criança podem evitar comprar, principalmente, biscoitos recheados ou tipo salgadinhos, sorvetes, chocolates, refrigerantes e sucos industrializados para armazenar em casa.

A nutricionista sugere a inclusão das crianças no preparo de receitas culinárias saudáveis, para que estas conheçam e se interessem por novos alimentos. “O consumo de frutas, verduras e legumes deve ser estimulado diariamente, aumentando a ingestão de água. Também deve-se evitar o consumo de frituras e açúcar, essas dicas podem ajudar a ter um estilo de vida mais saudável”, ressalta.

Larissa também afirma que o sedentarismo contribui para o desenvolvimento de doenças crônicas na idade adulta, como diabetes e hipertensão, pois dentre os danos que causam ao organismo está o depósito de gordura nos vasos sanguíneos que podem levar a desfechos graves, como infarto agudo do miocárdio em idade jovem ainda. “Essas doenças podem ser evitadas com uma alimentação saudável aliada à prática de exercícios regularmente”, finaliza a nutricionista.

You may also read!

Onda de Calor atinge a Europa

Onda de calor atinge Europa e causa mortes

As temperaturas anormais da onda de calor provocaram incêndios, óbitos e enfermidades. Bruna Moledo Uma onda de calor inédita

Read More...
Dia dos Pais é comemorado neste fim de semana

Dia dos Pais: 8 ideias para você comemorar com o seu paizão

Saiba como celebrar com seu pai nesse dia especial Lucas Pazzaglini O Dia dos Pais está chegando e talvez

Read More...
Dependentes de Nicotina recebem ajuda do SUS

SUS proporciona campanha de tratamento para dependentes de nicotina

Promovido pelo Ministério da Saúde e Instituto Nacional do Câncer, o projeto visa auxiliar a comunidade dependente por meio

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu