Semana de Educação Financeira conscientiza jovens sobre investimentos

In Economia, Educação

Aplicações no Tesouro Direto estão entre as mais viáveis para universitários

Djuliane Rodrigues

Entre os dias 20 a 26 de maio aconteceu a 5ª Semana Nacional de Educação Financeira (Semana Enef) com o objetivo de divulgar o planejamento pessoal e previdenciário do país. O evento foi realizado no Hotel Windsor Guanabara, no Centro do Rio de Janeiro; e, em São Paulo, a apresentação ocorreu no Hotel Belas Artes com palestras gratuitas cujo objetivo era abordar experiências práticas para alcançar a independência financeira.

A Semana Enef é uma iniciativa pública. No entanto, é pouco divulgada. Em pesquisa realizada em uma comunidade no YouTube e respondida por 38 mil pessoas, 97% afirmaram que nunca tinham ouvido falar no evento. Com o intuito de reverter esta realidade, influenciadores digitais usaram suas redes para que mais pessoas saibam do que se trata a Semana Enef. O Tesouro Nacional vê o trabalho dos influencers como fundamental para a difusão da educação financeira entre os cidadãos do país. “Quando esse trabalho aparece num evento importante como a Semana Enef, que tem o apoio de diversos órgãos e autarquias públicas, ficamos ainda mais contentes, já que é uma maneira de nossa mensagem chegar a um público-alvo maior de modo ainda mais eficiente”, comemora Marcílio Silva Souza, assessor do Tesouro Nacional.

Em sua conta oficial do Twitter, o presidente Jair Bolsonaro retweetou o Ministério da Economia para informar que o brasileiro tem investido mais desde o mês de abril. A assessoria do Tesouro Nacional publicou, na mesma rede social: “Superamos a marca de 1 milhão de investidores ativos e atingimos os 4 milhões de cadastrados. O número de operações de compras de títulos pelos participantes foi recorde: mais de 490 mil”.

O estudante Eduardo Mechi, de 19 anos, cursa Ciências Contábeis na Universidade Nove de Julho (Uninove), em São Paulo. Ele manifestou interesse no mercado financeiro aos 18 anos. “Eu não sabia nada do assunto! Tentei pesquisar, porém, estava inseguro do que encontrava. Depois de assistir uma palestra pelo consultor financeiro Felipe Benfenati, tive maior conhecimento para começar a investir”, explica. Logo depois, fez sua primeira aplicação.
Mechi ainda menciona que antes de começar a investir, guardava seu dinheiro na poupança. Depois, decidiu mudar de método e colocou seus rendimentos em corretoras que não cobram taxas mensais maiores que as da poupança. “Para não faltar dinheiro, utilizo uma planilha e um app para controlar minhas finanças. Assim, sempre tenho em mente quanto eu posso gastar, de maneira que nunca falte o mínimo para investir”, esclarece.

O consultor de investimentos Danilo dos Santos afirma que o melhor investimento para um estudante universitário – ou seja, que possui despesas com faculdade, moradia e alimentação – é a aplicação em Fundos de Renda Fixa. Eles são de baixo risco. Santos também lembra que, por menor que seja sua disponibilidade de capital atual, o intuito de acumular deve virar um hábito. Ele dá 10 dicas para quem deseja obter independência financeira:

  1. Não perca tempo em redes sociais. Muitas vezes, elas não agregam nada ao seu crescimento. “Ricos não perdem tempo no Facebook”, enfatiza.
  2. Leia biografias de pessoas bem-sucedidas.
  3. Busque se espelhar e compreender o perfil de quem tem resultados.
  4. Entenda que a formação acadêmica não é sinônimo de bem-estar financeiro. Boa organização é essencial. “Diploma é importante, porém, não é garantia de sucesso”, lembra o consultor.
  5. Se arrisque financeiramente. Para Danilo, “sem risco, ninguém prospera”.
  6. Divida a sua vida financeira em várias etapas: uma parte para as despesas, outra parte para diversão e uma parte para aplicações. Independente de sua condição financeira, o ato de poupar deve ser praticado, mesmo que comece com moedinhas.
  7. Ser rico não te torna melhor e nem pior. A riqueza apenas enaltece as qualidades ou defeitos. Se você for mesquinho, com dinheiro será mais ainda; se for uma pessoa bondosa, terá a oportunidade de ajudar muito mais.
  8. Busque conhecer e se envolver em atividades rentáveis.
  9. Evite contato com pessoas pessimistas. “Nunca vi uma pessoa pessimista bem-sucedida”, frisa Santos.
  10. “Agradeça a Deus por mais um dia”, reflete o consultor. “Se você tem saúde e vontade de vencer, você tem tudo. Tenha fé e dedicação que o resultado virá”.

Para começar a investir no Tesouro Direto, Marcílio Silva Souza informa que não há restrição de idade para aplicar seu dinheiro de modo inteligente. “Quem é menor de idade ou estudante pode e deve investir no Tesouro Direto. Basta abrir uma conta bancária e se cadastrar junto a uma instituição financeira parceira do Tesouro Direto. As crianças, claro, precisarão de um auxílio dos pais no processo, ou entrar como segundo titular em suas contas. Com pouco mais de R$ 30 já é possível começar a investir. Ou seja, aquele dinheirinho da mesada pode ser aplicado no programa”, finaliza.

You may also read!

Festa da Vitória 2019 é comemorada no Hopi Hari

Djuliane Rodrigues Aconteceu neste domingo (19) a Festa da Vitória – evento comemorado por alunos colportores do Centro Universitário

Read More...

Especialistas discutem combate contra o abuso e violência sexual infantil no Brasil

Ana Clara Silveira e Djuliane Rodrigues 18 de maio é o dia nacional de combate ao abuso e exploração

Read More...

Abertas as inscrições para o Enem

Com cortes no orçamento da Educação, alunos que irão utilizar o Sisu podem ser prejudicados Djuliane Rodrigues As inscrições

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu