TPM: Nível extremo pode atrapalhar atividades diárias

In Ciência e Tecnologia, Geral, Saúde

A Tensão Pré-Menstrual (TPM) deixa mulheres à flor da pele com mais de 200 sintomas. Saiba o que pode ajudar no controle

Maria Teófilo

Todo mês é a mesma coisa: os sintomas da TPM são sempre desagradáveis. A Tensão Pré-Menstrual (TPM) é causa de irritabilidade ou sensibilidade nas mulheres.  De acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU), 80% das brasileiras sofrem com esse problema. Isso ocorre porque a produção dos hormônios femininos estrogênio e progesterona diminui nesse período, causando certo incômodo.  Os sintomas mais comuns são irritabilidade, ansiedade, inchaço, alteração de humor, insônia, dores nas mamas, depressão, cólicas, dor de cabeça e compulsão alimentar. Normalmente, eles aparecem dez dias antes do início do ciclo menstrual.  As reações são diferentes: depende da sensibilidade e da genética de cada uma. Como a alimentação também está relacionada a período, a mulher que possui uma dieta inadequada (rica em gordura, em poucas quantidades e/ou não bebe a quantidade de água certa) sofre mais com os sintomas. De acordo com a nutricionista Michelle Fernandes, não adianta mudar os hábitos alimentares apenas dez dias antes do início do ciclo. “A mulher tem que pensar que comida não é remédio. Ela tem que ter cuidado o mês inteiro, preferir alimentos que contém Ômega 3, tomar bastante líquido – principalmente tranquilizantes, como suco de maracujá e chás – e diminuir o uso de cafeína. Alimentos que são laxativos também auxiliam aquelas que nesse período tem intestino preso”, aconselha.

Mitos e verdades

Ela também esclarece que a velha história de que a mulher na TPM gosta de chocolate é verdade, já que chocolate traz a sensação de prazer. Como os sintomas da TPM aumentam ansiedade e o estresse, a produção de endorfina, estimulada pelo chocolate, faz bem à mulher. No entanto, a nutricionista alega que isso não é motivo para exageros, já que o doce pode ajudar por um lado, mas, aumenta a cólica. Michelle realça que o chocolate é um estimulante, e, se a mulher já tem costume de sentir cólica menstrual, o exagero na dose vai aumentar sua dor. O ideal é consumir chocolates com alto teor de cacau, já que é ele que auxilia nas produções dos hormônios no estado emocional e não vai causar desconforto.

Em uma de suas manifestações, a TPM gera um transtorno alimentar, em que muitas mulheres comem compulsivamente. A nutricionista esclarece que isso é diferente de comer em maiores quantidades. Afinal, nesse período, o corpo passa por regeneração. Portanto, o apetite aumentado é uma informação do organismo de que está faltando alguma coisa ali. Como há maior necessidade de nutrientes, a mulher acaba tendo mais fome. Com isso em vista, ela sugere a troca de doces industrializados por frutas.

A prática de exercícios físicos pode amenizar os sintomas da TPM. Alexandre César, ginecologista do Hospital Universitário (HU) de Juiz de Fora (MG) frisa que “praticar exercícios físicos vai diminuir sintomas como dor de cabeça, dor no corpo e inchaço. Também vai melhorar a digestão e ainda liberar endorfinas, os hormônios que provocam a sensação de bem-estar”.

O trabalho em equipe nesse período também pode apresentar dificuldades, principalmente se o ambiente só possui mulheres. Esse é o caso de uma lavanderia industrial em Engenheiro Coelho (SP), comandada por Simone Ferreira. Ela, que orienta 13 meninas, revela que paciência é essencial. “Se eu vejo que uma está mais irritada que a outra, a deixo mais sozinha por um tempo sem muita cobrança para desenvolver sua tarefa, dou um tempo e evito dar trabalhos pesados, porque aqui todas ficam na TPM ao mesmo tempo. São questões de dias de diferença, mas todas num mesmo período. Então, diminuo a pressão, porque antes de ser profissional, também sou mulher”, reforça a chefe. Apesar de todo o desconforto, a TPM acaba assim que a menstruação da mulher termina e um novo ciclo menstrual começa.

 

Cinco dicas para amenizar os sintomas da TPM

  1. Alimentação saudável: prefira os orgânicos ao invés de alimentos enlatados, processados, ou ricos em gordura e sal. Eles aumentam os sintomas.
  2. Beba água: ela estimula os rins a funcionarem mais e expulsa o sal do corpo. Tomar bastante água retém líquidos, o que ajuda o organismo a funcionar melhor.
  3. Pratique exercícios físicos: qualquer atividade, como correr, caminhar ou pedalar, diminui os sintomas de tensão e qualquer tipo de ansiedade. Na prática desses exercícios, o corpo libera serotonina e endorfina e melhora a circulação do sangue, o que vai combater o inchaço nesse período.
  4. Comer alimentos ricos em Ômega 3: esses nutrientes que contém no salmão por exemplo é muito bom, também frutas, legumes, verduras e cereais integrais. Eles ajudam a equilibrar os níveis de vitaminas e minerais do corpo, combate a retenção de líquidos e sensação de mal-estar.
  5. Repouso e sono adequado: descansar, dormir cedo e por no mínimo oito horas é essencial para um bom repouso. Nesse período, a mulher fica mais cansada.

You may also read!

Da luta à atualidade

A “Consciência Negra” deve ser compreendida no plano da luta coletiva da população negra no passado e no presente

Read More...

DIU: facilidade e segurança para mulheres

Os anticoncepcionais intrauterinos, mais conhecidos pela sigla DIU, são, atualmente, um dos métodos mais seguros e eficazes para evitar uma

Read More...

Brasil ocupa 13ª posição no ranking mundial de gamers

O perfil dos jogadores tem se tornado heterogêneo, e eles já são mais de setenta e cinco milhões no

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu