Um terço da população mundial está “fora de forma” graças ao óleo

In Saúde

Kawanna Cordeiro

O uso desmoderado da gordura resultou em mais obesos nas últimas décadas

Uma recente pesquisa realizada pelo professor Tim Benton da Universidade Leeds afirma que mais de um terço da população não possui um peso saudável. O estudo ainda mostra que a obesidade em todo o mundo mais que dobrou desde 1980. A principal causa disso é o excessivo uso do óleo pela população. Nas últimas três décadas a produção de óleos vegetais cresceu consideravelmente, graças a resultado de acordos comerciais que tornaram a exploração do óleo mais fácil e barata.

O óleo não é composto de fibras e isso faz com que sua absorção seja maior. “O uso excessivo do óleo pelo nosso corpo traz resultados como doenças cardiovasculares, entope artérias, traz a conhecida pressão alta e tudo isso junto resulta na famosa obesidade. Portanto, seu uso precisa ser moderado”, explica a nutricionista Michele Fernandes. O consumo médio mensal de óleo é de 225 ml por pessoa, ou seja, numa casa com 4 pessoas deve ser consumida apenas uma garrafa de 900 ml.

Para a estudante Emiily Santos, que adotou a prática da reeducação alimentar e tirou o excesso de óleo da sua dieta, a prática foi extremamente útil. “Você evita doenças e melhora sua capacidade cognitiva além de interferir no seu humor contribuindo pra um constante estado de disposição”, revela. Ela ainda substituiu o óleo de soja pelo azeite de oliva.

No entanto, o óleo não é de todo ruim. Ele é responsável pela camada adiposa, a parte da gordura que faz a proteção dos nossos órgãos. Segundo a nutricionista, o corpo precisa dessa gordura, porém em pequenas quantidades. Alimentos que possuem uma gordura natural podem ajudar muito na dieta ainda. “Abacate, óleo de girassol e castanhas são sempre bem-vindaos numa reeducação alimentar e evitam o uso desmoderado do óleo”, afirma. Ela ainda ressalta que trocar alimentos fritos por assados ou grelhados é o ideal.

A nutricionista Adrielle Salles lista algumas mudanças que podem ser feitas na rotina familiar para evitar a gordura:

-Uso de panelas antiaderentes que tornam o uso do óleo dispensável ou quase nulo;

-Fazer preparações cozidas, assadas ou grelhadas para evitar frituras;

-Uso de pincel culinário para apenas untar a panela antes de refogar um tempero, por exemplo;

-Uso de papel vegetal (papel manteiga) que dispensa o óleo para untar algum recipiente;

Com essas pequenas alterações é possível reduzir significativamente o consumo de óleo.

No entanto, ela ainda ressalta que não adianta mudar os hábitos somente em casa. “Muitas pessoas alegam que usam pouco óleo em casa, mas comem com muita frequência embutidos, lanches de fast food e queijos amarelos. Isso precisa mudar”, diz.

You may also read!

Da luta à atualidade

A “Consciência Negra” deve ser compreendida no plano da luta coletiva da população negra no passado e no presente

Read More...

DIU: facilidade e segurança para mulheres

Os anticoncepcionais intrauterinos, mais conhecidos pela sigla DIU, são, atualmente, um dos métodos mais seguros e eficazes para evitar uma

Read More...

Brasil ocupa 13ª posição no ranking mundial de gamers

O perfil dos jogadores tem se tornado heterogêneo, e eles já são mais de setenta e cinco milhões no

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu