Brasileiros vivem situação irregular em Portugal e pedem ajuda para voltar ao Brasil

In Cultura, Geral, Mundo

Segundo o Correio Braziliense, mais de 1.000 brasileiros pediram ajuda para sair do país europeu apenas no mês de janeiro deste ano.

Ana Beatriz Toyota

Dificuldades financeiras, falta de adaptação e quebra de expectativa podem ser alguns dos motivos que levaram 1.050 brasileiros a se registrarem na OIM (Organização Internacional para Migrações) no mês de janeiro deste ano, em busca de auxílio para deixar Portugal. O país europeu registrou 233.138 imigrantes brasileiros no ano de 2022 e continua a manter-se como uma das escolhas para quem deseja alcançar melhor qualidade de vida. 

Imigração ilegal

Segundo levantamentos da embaixada brasileira em Portugal, cerca de 100 mil cidadãos vivem com o visto de turista no país europeu. A falta de documentação impede o brasileiro de arranjar um emprego formal, abrir contas bancárias e até mesmo discutir negociações imobiliárias como aluguel ou a compra de um lar. 

A consequência desse problema é a maior vulnerabilidade dos imigrantes brasileiros que saem do seu país em busca de melhores soluções de vida. No entanto, com a falta de documentação a situação é outra, pelo menos 23 mil brasileiros enfrentam dificuldades financeiras em Portugal, segundo dados da OIM. Somente no ano passado a Organização ajudou 1.115 imigrantes que vivem em Portugal a retornarem ao seu país de origem, desses, 80% eram brasileiros. 

Qualidade de vida

Maya Vitorino é estudante de mestrado em Arquitetura e mora atualmente em Portugal. Ela conta sua experiência como imigrante no país europeu, e como a regularização dos documentos pode ser difícil, no entanto, uma vez resolvidos a situação dentro do país se facilita. 

Segundo a estudante, uma das questões mais difíceis de tratar no país europeu é a documentação e burocracia. Ela conta que o “Cartão de Cidadão” (equivalente à Identidade brasileira) é de suma importância na vivência do dia a dia em Portugal, mas que não é fácil tirá-lo. “A demora na execução é enorme e normalmente os atendentes não são muito simpáticos. Tem de se voltar várias vezes aos órgãos responsáveis para resolver uma questão que facilmente seria resolvida em um dia”, relata.

Após resolvidos, a documentação viabiliza melhor a vivência do imigrante. Não só com a possibilidade de arranjar um emprego formal, mas também de desfrutar de sistemas do dia a dia promovidos pelo governo, como o transporte público, que traz acessibilidade financeira.

“Apesar desses empecilhos, uma vez que são resolvidos, tudo torna-se muito mais fácil. Para a utilização dos transportes públicos há um passe mensal que é pago no início do mês e nos permite percorrer toda a cidade sem custos adicionais em qualquer meio de transporte. Esse sistema me encantou bastante por eu não ter conhecido anteriormente no Brasil e por perceber que o valor poupado é bem alto”, relata.

Como saber se Portugal realmente é a solução?

Muitos dos imigrantes que enxergam Portugal como a solução principal são, na verdade, influenciados pela mídia publicitária de youtubers e influencers que vendem o conto de que ao chegar em Portugal, o imigrante se “torna rico”, com base nas inúmeras “oportunidades” que existem. Segundo o Correio Braziliense, “ao menos 22 influencers estão sendo investigados pela polícia portuguesa por irregularidades no processo migratório”.

O país realmente representa uma terra de oportunidades, assim como o Brasil. A decisão de deixar seu país de origem vai além da influência da internet. É preciso pesquisa e tempo para regularizar todos os documentos de maneira responsável e saber se a terra de Cabral também pode ser sua.

You may also read!

Comida é recurso para lidar com problemas emocionais: entenda os riscos

Pesquisa revela que a maioria dos brasileiros acredita que comer em excesso melhora a saúde mental.

Read More...

Votação na Câmara aprova privatização da Sabesp

Elinelma Santos A Câmara Municipal do Estado de São Paulo aprovou nesta quarta-feira (17) a privatização da Sabesp (Companhia

Read More...

Excesso de proteína aumenta o risco de doenças cardiovasculares

Proteínas devem ser consumidas com equilíbrio, segundo especialistas. Késia Grigoletto  O excesso do consumo de proteínas aumenta o risco

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu