Como está a saúde da sua garrafinha de água?

In Geral, Saúde

Com acúmulo de bactérias, beber água de garrafas não higienizadas pode ser prejudicial para a saúde.

Julia Viana

As garrafinhas de água podem conter mais de um milhão de bactérias no bico da mesma se deixadas em exposição. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), adultos saudáveis devem consumir pelo menos dois litros de água por dia. Como as pessoas passam a maior parte do tempo em sua mesa de trabalho, é comum ter um copo ou garrafinha por perto para se manter hidratado.

Um estudo realizado pelo instituto americano Treadmill Reviews, mostrou que em uma garrafinha usada por um atleta, podem haver mais bactérias do que em uma vasilha utilizada para alimentar cachorros. De acordo com a pesquisa, “milhares de bactérias que amam a umidade podem estar rastejando em seu recipiente de bebida recarregável favorito.”

Recipientes de plástico 

As garrafas de plástico que são reaproveitadas,  podem trazer prejuízos para a saúde, pois esse tipo de garrafa não é apropriada para esse fim, tanto que seus fabricantes recomendam o descarte do objeto após o uso. Um dos principais problemas da reutilização é a contaminação das bactérias.

Segundo a microbiologista Camila Sales, ambientes úmidos são os mais propensos à proliferação de fungos e bactérias. Os recipientes plásticos são muito propensos a formação de biofilmes que são aglomerados de diferentes bactérias que formam uma camada de revestimento na parede da garrafa e parte dessa rede de microrganismos pode se desprender e ser ingerida. “E esse biofilme favorece a proteção das bactérias multirresistentes. Quando se lava a garrafa a fricção e o uso de detergentes ajuda a eliminar esses biolfilmes”,completa. 

Higienização da garrafa d’água

Sávio Neres, aluno de Engenharia Civil, passa boa parte do seu tempo estudando e por isso seu material de apoio e garrafa de água estão sempre o acompanhando. Ele relata que tem usado sua garrafa a mais ou menos um ano e meio e que limpa todos os dias antes de ir estudar. Sobre os perigos de deixar a garrafa suja ele conta, “perigo é o acúmulo de germes e bactérias, que vem dos locais em que a garrafa é colocada, o que pode ser prejudicial à saúde”.

Este hábito já ajuda a manter a limpeza da garrafa, entretanto, para a pesquisadora Camila, o ideal é lavar frequentemente com água e sabão e semanalmente fazer assepsia rigorosa com água quente. Para uma melhor higienização, ela também explica que é necessário fazer uma boa fricção.

Já a estudante de Administração Brígida Dayana, utiliza a mesma garrafa há três anos. “Minha garrafinha é de 1 litro, consumo umas 2 vezes no dia, então lavo sempre que reponho água”, relata.

A microbiologista acrescenta que para evitar o acúmulo de bactérias é necessário manter a garrafinha de água locais limpos, longe do chão, banheiros, lavar as mãos quando manusear e fazer a limpeza diariamente. Não havendo esse cuidado, o acúmulo de bactérias pode acabar causando diarreia, pneumonia e infecção generalizada.

A pesquisadora dá dicas para manter a saúde da sua garrafinha em dia, como escolher garrafas sem muitos adornos, sem vilosidades e relevos, de fácil limpeza, de materiais que aceitem abrasão e temperatura altas para limpeza, garrafinhas transparentes para ver se há formação de biolfilmes e com bicos de preferência largos e de fácil limpeza.

You may also read!

Enxaqueca aura: entenda como funciona e como tratar

Dentre os três tipos de enxaqueca, a com aura é a que se caracteriza pelas alterações sensoriais.

Read More...

Cidadãos sem registro ainda são problema no Brasil

Cerca de 2.7 milhões de brasileiros não possuem certidão de nascimento. Gabrielle Ramos O registro de nascimento é um

Read More...

6 filmes para assistir com sua mãe

Confira alguns filmes que separamos para você curtir um feliz dia das mães da melhor forma.

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu