Festival nacional de museus comemora sua 15° edição

In Cultura, Geral

Primavera dos Museus tem como tema perdas e recomeços.

Lucas Pazzaglini

O Instituto Brasileiro dos Museus (Ibram), realizou, dos dias 20 a 26 de setembro, a Primavera dos Museus. O festival nacional, que tem como maior objetivo fortalecer os laços entre os museus e a sociedade, completa sua 15° edição neste ano. Durante a semana foram apresentados shows, lives educativas, apresentações teatrais, exposições em museus dentre outras atividades. As programações tiveram como tema principal: perdas e recomeços,que,segundo o diretor da Ibram, Pedro Mastrobuono, foi decidido em face à pandemia.

A Primavera dos Museus é um evento nacional que tem como principal objetivo a promoção dos museus para a comunidade. O evento, que já ocorre há 15 anos, tem um significado especial nessa edição. Segundo a Gestora do Museu da Cidade de Campinas, Adriana Barão, a partir dessa celebração “a sociedade começa a perceber que existem muitos museus e nós começamos a ganhar visibilidade”. A gestora ainda comenta que o tema principal da semana mostra uma maior preocupação com a responsabilidade social dos museus.

Contando com programações presenciais e online, a Primavera dos Museus pôde ser apreciada por um grande público. Segundo a organização do evento houveram mais de 680 inscritos, por volta de 700 museus envolvidos e 1700 atividades culturais apresentadas durante o festival. Uma das atividades foi a produção do espetáculo teatral “Floresta Viva” que, seguindo os protocolos de segurança, foi realizado na parte externa do Museu Catavento em São Paulo. Além disso, a responsável pela organização do evento, Ana Lima, ressalta que o museu se beneficiou muito da transmissão online, tendo a oportunidade de chegar em outros locais e estimular o interesse por museus.

A semana também marcou a volta do funcionamento dos museus, de forma mais completa, que estavam operando de forma restritiva durante a pandemia. Como no caso do Museu da Cidade de Campinas, participante desde a 6ª edição da campanha nacional, que após o evento abre as portas para um maior público. O museu estava desde março aberto, porém, de forma reduzida, com a vacinação será permitida a entrada de mais pessoas e a apresentação de maiores eventos e exposições.

A organização da 15° semana do evento teve início em julho, com o lançamento do tema da edição do festival, seguido pela apresentação da identidade visual e o texto base para que os museus pudessem preparar suas exposições, segundo a sugestão do Ibram. No estado de São Paulo mais de 50 cidades estiveram envolvidas no evento.

You may also read!

Jovens se sentem mais felizes sem o celular, diz pesquisa

Entenda como os adolescentes lidam com o tempo de tela. Luiza Strapassan O uso do celular entre os jovens

Read More...

Programas de exercícios melhoram a qualidade de vida de pacientes com câncer de mama metastático

A atividade física é benéfica para pacientes com câncer de mama avançado, melhorando a qualidade de vida, reduzindo a

Read More...

Hábito de roer as unhas atinge até 30% da população global

Roer as unhas pode parecer uma reação normal ao estresse e ansiedade, mas pode apresentar nocividade à saúde. Eduardo

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu