Marrocos faz história ao chegar pela primeira vez nas quartas de final

In Copa do Mundo, Esportes, Geral

Em uma grande zebra, a partida definida nos pênaltis fechou em 3 a 0, garantindo vitória para o Marrocos.

Camilly Inacio 

A Seleção Marroquina de Futebol venceu a Espanha na Copa do Mundo passando para as quartas de final pela primeira vez na história. O feito ganhou lugar entre as maiores zebras da história do Mundial. 

A partida foi finalizada em 0 a 0 no tempo normal, mas foi para os pênaltis, quando Marrocos conquistou seus 3 gols da vitória. Os gols foram marcados pelos jogadores Abdelhamid Sabiri, Hakim Ziyech e Achraf Hakimi. O time marroquino enfrenta as quartas contra Portugal no sábado (10), às 12h (horário de Brasília), no estádio Al Thumama. 

A única vez em que a seleção africana participou das oitavas foi em 1986, quando liderou seu grupo, que também tinha Inglaterra, Polônia e Portugal como integrantes. O time disputou as oitavas de final com contra a Alemanha, no entanto não passou para as quartas, guardando essa como sua melhor performance na história das Copas do Mundo até este ano. 

O Marrocos foi a primeira seleção africana a aparecer em uma fase de grupos de Copa do Mundo e a chegar nas oitavas. O time foi o quarto africano a chegar nas quartas, depois de Camarões, Senegal e Gana. No entanto, nunca houve um time africano entre os semifinalistas, e a esperança dos marroquinos é de que esse seja outro marco. 

Hakimi, espanhol de nascença e marroquino de sangue

No último jogo, o jogador Achraf Hakimi bateu o pênalti que eliminou a Espanha e classificou de forma histórica a Seleção Marroquina para as quartas de final da Copa do Mundo Catar 2022. 

Nascido em Madrid, na Espanha, Hakimi começou no futebol no Ofigevi e logo chegou ao Real Madrid. Em várias tentativas de alavancar sua carreira na Espanha não teve seu potencial valorizado. O jogador confessou que lá não era o lugar adequado para ele e que não se sentia em casa nos times espanhóis, em uma entrevista ao jornal esportivo Marca. Por isso, decidiu representar a seleção do país de sua mãe, Saida Mouh. 

E a partir desta terça-feira (06), depois de seu pênalti de cavadinha e a classificação da Seleção Marroquina para as quartas de final, Hakimi se torna uma lenda do futebol marroquino e também do futebol africano. 

Derrota da Espanha

Entre os feitos históricos atingidos por Marrocos na última partida, o fato de ter sido a primeira seleção africana a vencer a Espanha na Copa do Mundo desde a Nigéria em 1998.  

Com nove gols em quatro jogos e um dos momentos mais marcantes com a goleada de 7 a 0 logo na estreia contra a Costa Rica, a Seleção Espanhola era um dos destaques, e também uma das favoritas da Copa.

A volta da Espanha tão cedo para casa rendeu muitas críticas ao técnico da seleção, Luis Enrique, e a  imprensa espanhola definiu o jogo como um “fiasco” e “pesadelo”. Em uma matéria, o jornal esportivo Marca resumiu: “Fiasco da Espanha: Marrocos nos manda para casa”. Logo, a conquista dos marroquinos adiou o sonho do povo espanhol de conquistar mais uma estrela para 2026.

You may also read!

Comida é recurso para lidar com problemas emocionais: entenda os riscos

Pesquisa revela que a maioria dos brasileiros acredita que comer em excesso melhora a saúde mental.

Read More...

Votação na Câmara aprova privatização da Sabesp

Elinelma Santos A Câmara Municipal do Estado de São Paulo aprovou nesta quarta-feira (17) a privatização da Sabesp (Companhia

Read More...

Excesso de proteína aumenta o risco de doenças cardiovasculares

Proteínas devem ser consumidas com equilíbrio, segundo especialistas. Késia Grigoletto  O excesso do consumo de proteínas aumenta o risco

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu