Médicos trabalham intensamente desde o início da pandemia em Parnarama

In Geral, Saúde

Apesar do colapso na saúde com a segunda onda da pandemia da Covid-19, serviços médicos permanecem sem redução no número de atendimentos em outras áreas da saúde

Sara Helane

Serviços hospitalares do Maranhão atendem prioritariamente os pacientes infectados com o vírus da Covid-19,  entretanto, os médicos continuam sem sofrer redução no número de pacientes atendidos. A alta no número de casos de contaminação se deu devido à chegada da segunda onda no município e as zonas rurais são mais afetadas.

Um boletim epidemiológico emitido no site da prefeitura de Parnarama registrou 1.104 casos confirmados e 17 mortos pelo vírus da Covid-19 até 21 de março. No município, os serviços médicos e em outras áreas da saúde permanecem sem redução no número de atendimentos.

O acesso da população rural a esses atendimentos é limitado. Os moradores precisam ir de carro ou por meio de ambulâncias, pois os hospitais e clínicas se encontram na zona urbana do município. Francimar Cavalcante, atendente de consultório, explica que a prioridade  do atendimento é destinado à população rural. Ele relata que o trabalho fica sobrecarregado pois a policlínica atende cerca de 10 comunidades do Piauí, estado vizinho ao Maranhão.

Samuel Vieira, morador de uma comunidade da zona rural, conta sobre como foi recebido em uma das clínicas:  “A gente percebe que o atendimento nas outras áreas é regular e rápido, e quando você chega já é logo atendido.” Segundo o site do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), dos 11.509 endereços registrados em Parnarama, 6.696 são somente na população rural, o que corresponde a pouco menos de 60% da sua população total. 

Medidas para conter o avanço da pandemia

Para conter o avanço da pandemia, em Parnarama, foi criado o Centro Covid-19, destinados aos pacientes infectados pelo novo Coronavírus. Além do programa,  as Unidades Básicas de Saúde (UBS) também prestam serviços a população do município.  O uso de máscaras e álcool em gel são obrigatórios em todo Parnamara.

You may also read!

Dengue e Covid: os diferentes sintomas das doenças

Febre e dor de cabeça são sintomas comuns, e especialistas apontam quais devemos nos alertar.  Davi Sousa O Brasil

Read More...

Como as microssonecas afetam nossa saúde

As “inofensivas” sonecas que duram apenas segundos podem significar uma péssima rotina de sono. Nicoly da Maia As microssonecas

Read More...

Governo lança programa com investimentos de R$ 700 milhões para Amazônia

A parceria com 70 municípios prevê a redução de desmatamentos e incêndios zero até 2030 na Amazônia. Elinelma Vasconcelos

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu