Estudos apontam que a musicalização auxilia no desenvolvimento cognitivo das crianças

In Cultura, Educação, Geral

Segundo pesquisa desenvolvida por Ademar Oliveira Junior e Eva Cipola, aula de musicalização estimula desenvolvimento acadêmico e social, facilitando o processo de aprendizagem.

Camilly Inacio

Crianças desenvolvem melhor a parte cognitiva e possuem mais facilidade na aprendizagem escolar quando fazem aulas de musicalização desde pequenas. “A música é um dos estímulos mais potentes para ativar os circuitos do cérebro na infância”, é o que descreve o artigo escrito por Oliveira Junior e Eva Cipola sobre a “musicalização no processo de aprendizagem infantil”. 

A música é importante para o desenvolvimento da criança como um todo. De acordo com os autores, “ela é essencial, pois através dela obtemos uma aprendizagem dinâmica, alegre e prazerosa, estimulando na criança a sua criatividade, sendo um estímulo atrativo”. 

O ensino da música ainda é visto por muitos como algo desnecessário e tido mais como recreação do que como estudo no Brasil, mesmo sendo obrigatório que as escolas o façam. Ao ser comparada com português e matemática, ela é colocada pelas pessoas como algo menos importante.

No entanto, a professora, Erika Sarpa explica que “o aprendizado musical estimula as conexões nervosas usadas para entender diferentes conceitos”. Ela complementa, “a participação das crianças em atividades musicais aumenta a habilidade para aprender matemática básica e leitura”.

Qual é a idade ideal para a criança ter aulas de musicalização?

Segundo Erika, as escolas de música normalmente oferecem atividades para bebês entre os seis e nove meses (quando começam a ficar sentados sozinhos). Mas o processo de musicalização pode ser iniciado mesmo no período da gestação, pois já existe um funcionamento do aparelho auditivo do bebê na barriga, mesmo que primitivo.

Quanto mais cedo forem introduzidos no ensino musical, mais resultados serão apresentados. A professora de musicalização também menciona que muitos de seus alunos vão até ela por indicação de outros profissionais, como fonoaudiólogos, psicólogos e professores. 

A educadora e mãe Elen Meireles, declara o quanto isso é real segundo a experiência com seu filho Davi, que começou suas aulas de musicalização aos quatro anos de idade, e hoje com nove anos já tem um desenvolvimento extraordinário. Ela afirma que, “a musicalização é uma porta que se abre para aproximar e facilitar a aprendizagem cognitiva e emocional, colaborando assim para uma melhor formação da criança”.

A música tem o propósito de facilitar e integrar no processo educacional. O resultado obtido é tão prazeroso para a criança, quanto para os que a acompanham. Segundo o relato da professora Erika, “muitas vezes recebemos alunos que têm muita dificuldade de concentração como dislexia e TDAH. Ficamos muito impressionados com os resultados obtidos por estas crianças”. Em complemento, a mãe de Davi observa que a música “ajuda em vários aspectos emocionais e cognitivos, melhorando a aprendizagem e a socialização”.

 

You may also read!

Como são medidos os terremotos?

Os sismógrafos são os instrumentos que registram as ondas sísmicas provocadas pelo movimento das placas tectônicas. Davi Sousa Dois

Read More...

Você conhece a Síndrome de Wendy?

Quando o cuidado excessivo se torna uma armadilha. Nicoly da Maia No dia a dia, muitas pessoas colocam as

Read More...

Enxaqueca aura: entenda como funciona e como tratar

Dentre os três tipos de enxaqueca, a com aura é a que se caracteriza pelas alterações sensoriais.

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu