Nem tudo é cor de rosas ao mudar para outro país

In Cultura, Geral, Mundo

A emigração tem sido um problema de longa data para muitos países ao redor do mundo.

Maria Fernanda De La Cruz Chire

A busca por melhores oportunidades econômicas e educação de qualidade são apenas algumas das razões pelas quais as pessoas optam por deixar seu país de origem. Além disso, instabilidade política, violência e opressão também podem desempenhar um papel significativo na decisão de emigrar.

Embora a emigração possa beneficiar os indivíduos que partem, muitas vezes tem consequências negativas para o país de origem. A fuga de cérebros, em que indivíduos altamente qualificados deixam o país, pode privar o país de capital humano valioso. Isso pode prejudicar o desenvolvimento econômico e limitar a capacidade do país de competir globalmente.

A emigração também pode levar a mudanças sociais e culturais dentro de um país, pois os indivíduos que saem muitas vezes levam consigo seus costumes e crenças, levando à perda da identidade nacional.

Os governos têm procurado resolver esta questão criando políticas e incentivos para encorajar os cidadãos a permanecer e contribuir para o desenvolvimento do país. No entanto, esses esforços tiveram sucesso limitado e a emigração continua a ser um desafio significativo para muitos. 

Apesar das vantagens que um intercâmbio ou a mudança para outro país podem trazer, existem alguns desafios também. Os estrangeiros precisam passar por processo que, muitas vezes, se tornam mais difíceis do que nos seus países de origem.

Xenofobia 

A xenofobia é um mal que a sociedade ainda enfrenta. Pode se demonstrar de maneira sutil ou direta, acompanhada por agressão física ou verbal, que se baseia em questões de nacionalidade ou origem regional. Em poucas palavras a xenofobia e a demonstração de ódio com atitude de discriminação aos estrangeiros e emigrantes 

Conseguir trabalho 

Essa aqui é umas das principais dificuldades e umas das principais razões para mudar de país. Uma das principais metas de quem muda de país é ter uma vida melhor, ganhar mais dinheiro, ter mais oportunidades. 

Mas para isso tem que conseguir um trabalho, o que nem sempre é fácil. A população venezuelana no Brasil tem 64% menos probabilidades de obter um trabalho de acordo com dados da ONU. Além da dificuldade de consegui o emprego, ainda existe a problemática de ter um salário mais baixo e trabalhos precários.

O idioma

Outro grande problema ao se mudar é a questão do idioma. Amélia Toabanda (estudante estrangeira), que veio do Equador, passou por essa dificuldade em seu intercâmbio. “Em meu caso a maior dificuldade ainda é o idioma. Por mais que eu sempre esteja praticando ainda tenho muitos erros no momento de falar”, conta.

Choque cultural

A cultura pode se tornar uma barreira ao mudar para outro país, já que o simples fato de ter costumes diferentes no dia a dia traz situações diferentes. “Nos Estados unidos a afetividade é bem diferente, pois os norte-americanos prezam pelo seu espaço e individualidade. Já os brasileiros são conhecidos por ser um povo muito alegre e afetivo”, diz a página remessa online. Essa pode ser uma dificuldade para as pessoas que tem uma cultura mais calma ou menos afetiva.

Para Nicole Frey, que veio do Peru, o maior choque cultural que ela tinha era a comida, que era muito diferente do seu costume. “No começo achei estranho, mas foi passando o tempo fui me acostumando ao jeito de cozinhar, a diferença de condimentos na comida. Mas sempre é bom aprender coisas novas e novos sabores”, brinca.

Educação 

Tem muitas pessoas que ao mudar para outro país buscam qualificação acadêmica. Entretanto, entrar na escola ou universidade pode ser um assunto de muita importância para as pessoas que tomam a essa decisão.

A equivalência de disciplina, por exemplo, nem sempre é a mesma e a barreira do idioma faz com que a pessoa se sinta fora de lugar, dando como resultado uma desvalorização nas qualificações.

You may also read!

Comida é recurso para lidar com problemas emocionais: entenda os riscos

Pesquisa revela que a maioria dos brasileiros acredita que comer em excesso melhora a saúde mental.

Read More...

Votação na Câmara aprova privatização da Sabesp

Elinelma Santos A Câmara Municipal do Estado de São Paulo aprovou nesta quarta-feira (17) a privatização da Sabesp (Companhia

Read More...

Excesso de proteína aumenta o risco de doenças cardiovasculares

Proteínas devem ser consumidas com equilíbrio, segundo especialistas. Késia Grigoletto  O excesso do consumo de proteínas aumenta o risco

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu