Oscar 2024: acompanhe em tempo real

In Cultura, Geral
Prêmio do Oscar na frente de uma claquete.

Sucessos como Oppenheimer e Barbie estão entre os indicados a Melhor Filme.

Da Redação

O Oscar 2024 acontece hoje. Nesta edição, 10 longa-metragens concorrem à categoria de Melhor Filme. As grandes estrelas do cinema de 2023 e 2024 competem pelos títulos de Melhor Ator e Melhor Atriz. Para a apresentação do evento, o comediante Jimmy Kimmel foi escolhido para entreter o mundo todo nesta noite. Confira as atualizações sobre a programação aqui!

A programação começou com o tradicional tapete vermelho às 19h no horário de Brasília e as emoções começaram cedo neste ano. A atriz Liza Koshy, 27, caiu ao usar salto gigante. As imagens viralizaram na internet pouco depois do ocorrido. Ela encarou a situação com leveza e bom-humor.

Nos últimos três anos, a média de duração das produções indicadas à Melhor Filme cresceu em 30 minutos, chegando às 2h10.

23h22 – “Oppenheimer” vence como Melhor Filme. O longa se destaca por sua narrativa envolvente, atuações cativantes e direção habilidosa que captura a complexidade e o impacto histórico do tema.

23h15 – Na categoria de Melhor Atriz, Emma Stone ganha por viver Bella Baxter em”Poor Things”. Baxter não entende conceitos como medo, vergonha ou códigos sociais no início do filme, e vive diversas etapas da vida rapidamente.

23h04 – Na categoria de Melhor Direção, Christopher Nolan ganhou por seu trabalho em Oppenheimer. Ele agradeceu ao elenco e à equipe do longa-metragem, incluindo a produtora Emma Thomas, sua esposa.

23h00 – Cillian Murphy (Oppenheimer) ganhou a categoria de Melhor Ator. Ele viveu Robert Oppenheimer, o “pai da bomba atômica”. No discurso, o irlandês agradeceu aos pacifistas do mundo.

22h50 – Profissionais da indústria cinematográfica que faleceram no último ano foram homenageados, como o ator Andre Braugher e o compositor Robbie Robertson. O tenor Andrea Bocelli e seu filho, Matteo, duetaram a música “Con Te Partirò” durante o In Memoriam.

22h43 – O prêmio de melhor canção original foi para “What Was I Made For?” de Barbie, escrita por Billie Eilish e Finneas O’Connell. 

22h41 – O ganhador de trilha sonora Original foi Ludwig Göransson, por “Oppenheimer”.

22h30 – Ryan Gosling performa a música “I’m Just Ken”. Em 2023, a música já tinha atingido mais de 100 milhões de reproduções em todo o mundo, além de alcançar o top 5 da Billboard na categoria “Hot Rock & Alternative”. A apresentação contou com participações especiais de Mark Ronson e Slash.

22h28 – Tarn Willers e Johnnie Burn, de “Zona de Interesse” (“The Zone of Interest”) vencem na categoria de melhor som.

22h18 – Becky G apresenta “Fire Inside” do filme Flamin’ Hot.

22h18 – “The Wonderful Story of Henry Sugar”, dirigido por Wes Anderson, vence em melhor curta-metragem live action. Henry Sugar se esforça para dominar uma técnica de trapaças nos jogos de azar.

22h15 – Hoyte van Hoytema, de “Oppenheimer”, vence na categoria de melhor fotografia.

22h07 – “20 Days in Mariupol” vence como melhor documentário longa-metragem.

22h04 – “The Last Repair Shop” vence na categoria de melhor documentário curta metragem. Dirigido por Ben Proudfoot e Kris Bowers, narra a história de Dana para se assumir homossexual e como a arte foi fundamental à sua autoaceitação. Dana foi ao palco receber o prêmio com os diretores.

21h54 – Jon Batiste performa “It Never Went Away”, trilha sonora de “American Symphony”. A música está indicada na categoria “Melhor Canção Original”.

21h49 – “Godzilla Minus One” vence a categoria de melhores efeitos visuais. Os responsáveis pelo departamento foram Takashi Yamazaki, Kiyoko Shibuya, Masaki Takahashi e Tatsuji Nojima.

21h40 –  Na categoria de Melhor Ator Coadjuvante, o vencedor foi Robert Downey Jr. pelo filme “Oppenheimer”, interpretando Lewis Strauss. Antes de ser anunciado, ex-vencedores da categoria apresentaram e elogiaram a cada um dos indicados.

21h26 – Emily Blunt (“Oppenheimer”) e Ryan Gosling (“Barbie”) agradecem o trabalho dos dublês e coordenadores de ação em Hollywood.

21h23 – “Zona de Interesse”, do Reino Unido, é premiado como Melhor Filme Internacional.

21h20 – “Wahzhazhe (A Song for My People)”, do filme Killers of the Flower Moon e indicado a Melhor Canção Original, é performado no palco por membros da comunidade Osage.

21h12 – Mais uma estatueta para “Poor Things”. Holly Waddington ganha o prêmio de Melhor Figurino. O ator John Cena apresentou o prêmio, inicialmente, pelado (com o envelope do ganhador cobrindo suas partes íntimas). Depois, apareceu com um pano cobrindo seu corpo, fazendo alusão ao importante trabalho de figurinistas em Hollywood.

21h08 – “Poor Things” também levou a estatueta de Melhor Design de Produção. Shona Heath foi a responsável pelo trabalho.

21h06 – A primeira vitória do filme “Poor Things” veio na categoria Melhor Figurino.

20h54 – Billie Eilish performa “What Was I Made For”, que concorre ao prêmio de melhor canção original, no filme Barbie.

20h52 – Já o prêmio de melhor roteiro adaptado vai para “American Fiction”, escrito por Cord Jefferson. Assim como “Anatomy of a Fall”, o longa também concorre na categoria de melhor filme.

20h47 – “Anatomy of a fall” leva o prêmio de melhor roteiro original. O filme francês tem roteiro de Justine Triet e Arthur Harari, e também concorre na principal categoria da noite: Melhor filme.

20h43 – O prêmio de melhor longa de animação foi para “The Boy and the Heron”, dirigido por Hayao Miyazaki e Toshio Suzuki. O filme japonês conta a história de Mahito, um garoto que tenta lidar com a morte de sua mãe enquanto se adapta à vida em uma nova cidade.

20h38 – “War is over: Inspired by the music of John and Yoko” leva o prêmio de melhor curta de animação. A produção de Dave Mullins e Brad Booker se passa numa realidade alternativa assolada por guerras, e tem inspiração na música de John Lennon e Yoko Ono.

20h26 – A vencedora de Melhor Atriz Coadjuvante é Da’Vine Joy Randolph pela sua atuação no filme “The Holdovers”. Ela é atriz e cantora norte-americana, vencedora do Globo de Ouro. Em seu discurso, ela destaca o processo que teve que enfrentar para se aceitar como mulher preta e agradece às mulheres que fizeram parte da sua história, com apoio e incentivo. 

20h08 – A transmissão da cerimônia começa no Brasil. O apresentador Jimmy Kimmel é responsável pelo monólogo de abertura.

Melhor Filme

  • “American Fiction”   
  • “Anatomy of a Fall”
  • “Barbie”
  • “The Holdovers”   
  • “Killers of the Flower Moon”   
  • “Maestro”   
  • “Oppenheimer”   
  • “Past Lives”  
  • “Poor Things”   
  • “The Zone of Interest”

Melhor Atriz

  • Annette Bening – “Nyad”
  • Carey Mulligan – “Maestro”
  • Emma Stone – “Poor Things”
  • Lily Gladstone – “Killers of the Flower Moon”
  • Sandra Hüller – “Anatomy of a Fall”

Melhor Ator

  • Bradley Cooper – “Maestro”  
  • Colman Domingo – “Rustin” 
  • Paul Giamatti – “The Holdovers”  
  • Cillian Murphy – “Oppenheimer”  
  • Jeffrey Wright – “American Fiction”  

Melhor Atriz Coadjuvante

  • Emily Blunt – “Oppenheimer”  
  • Danielle Brooks – “The Color Purple”  
  • America Ferrera – “Barbie”
  • Jodie Foster – “Nyad”  
  • Da’Vine Joy Randolph – “The Holdovers”  

Melhor Ator Coadjuvante

  • Sterling K. Brown – “American Fiction”  
  • Robert DeNiro – “Killers of the Flower Moon”  
  • Robert Downey Jr. – “Oppenheimer”  
  • Ryan Gosling – “Barbie”  
  • Mark Ruffalo – “Poor Things”  

Melhor Direção

  • Christopher Nolan – “Oppenheimer”
  • Jonathan Glazer – “The Zone of Interest”
  • Justine Triet – “Anatomy of a Fall”
  • Martin Scorsese – “Killers of the Flower Moon”
  • Yorgos Lanthimos – “Poor Things”

Melhor Roteiro Original

  • Anatomy of a Fall
  • The Holdovers
  • Maestro
  • May December
  • Past Lives

Melhor Roteiro Adaptado

  • American Fiction
  • Barbie
  • Oppenheimer
  • Poor Things
  • The Zone of Interest

Melhor Trilha Sonora

  • American Fiction
  • Indiana Jones and the Dial of Destiny
  • Killers of the Flower Moon
  • Oppenheimer
  • Poor Things

Melhor Som

  • “The Creator”  
  • “Maestro” 
  • “Mission: Impossible – Dead Reckoning Part One” 
  • “Oppenheimer” 
  • “The Zone of Interest” 

Melhor Canção Original

  • “It Never Went Away” – American Symphony
  • “I’m Just Ken” – Barbie
  • “The Fire Inside” – Flamin’ Hot
  • “Wahzhazhe (A Song for My People)” – Killers of the Flower Moon
  • “What Was I Made For?” – Barbie

Melhor Documentário

  • “Bobi Wine: The People’s President”  
  • “The Eternal Memory”  
  • “Four Daughters”  
  • “To Kill a Tiger” 
  • “20 Days in Mariupol”

Melhor Animação

  • “The Boy and the Heron”  
  • “Elemental”  
  • “Nimona”
  • “Robot Dreams”
  • “Spider-Man: Across the Spider-Verse”   

Melhor Filme Internacional

  • “Io Capitano” (Itália)  
  • “Perfect Days” (Japão)  
  • “Society of the Snow” (Espanha)  
  • “The Teachers’ Lounge” (Alemanha) 
  • “The Zone of Interest” (Reino Unido) 

Melhor Fotografia

  • “El Conde” – Edward Lachman
  • “Killers of the Flower Moon” – Rodrigo Prieto
  • “Maestro” – Matthew Libatique
  • “Oppenheimer” – Hoyte van Hoytema
  • “Poor Things” – Robbie Ryan

Melhores Efeitos Visuais

  • “The Creator”
  • “Godzilla Minus One”
  • “Guardians of the Galaxy: Vol. 3”
  • “Mission: Impossible – Dead Reckoning Part One” 
  • “Napoleon”

Melhor Figurino

  • “Barbie” – Jacqueline Durran
  • “Killers of the Flower Moon” – Jacqueline West
  • “Napoleon” – Janty Yates e Dave Crossman
  • “Oppenheimer” – Ellen Mirojnick
  • “Poor Things” – Holly Waddington

Melhor Cabelo e Maquiagem

  • “Golda” 
  • “Maestro”
  • “Oppenheimer”
  • “Poor Things”
  • “Society of the Snow”

Melhor Design de Produção

  • “Barbie” – Sarah Greenwood
  • “Killers of the Flower Moon” – Jack Fisk
  • “Napoleon” – Arthur Max
  • “Oppenheimer” – Ruth De Jong
  • “Poor Things” – Shona Heath

Melhor Edição

  • “Anatomy of a Fall” – Laurent Sénéchal
  • “The Holdovers” – Kevin Tent
  • “Killers of the Flower Moon” – Thelma Schoonmaker
  • “Oppenheimer” – Jennifer Lame
  • “Poor Things” – Yorgos Mavropsaridis

Melhor Curta-Metragem

  • “The After”  
  • “Invincible”
  • “Night of Fortune”
  • “Red, White and Blue” 
  • “The Wonderful Story of Henry Sugar” 

Melhor Documentário em Curta-Metragem

  • “The ABCs of Book Banning,” Sheila Nevins e Trish Adlesic
  • “The Barber of Little Rock,” John Hoffman e Christine Turner
  • “Island in Between,” S. Leo Chiang e Jean Tsien
  • “The Last Repair Shop,” Ben Proudfoot e Kris Bowers
  • “Nǎi Nai & Wài Pó,” Sean Wang e Sam Davis

Melhor Curta-Metragem de Animação

  • “Letter to a Pig”  
  • “Ninety-Five Senses”
  • “Our Uniform”
  • “Pachyderme”
  • “War Is Over! Inspired by the Music of John & Yoko”

You may also read!

Dengue e Covid: os diferentes sintomas das doenças

Febre e dor de cabeça são sintomas comuns, e especialistas apontam quais devemos nos alertar.  Davi Sousa O Brasil

Read More...

Como as microssonecas afetam nossa saúde

As “inofensivas” sonecas que duram apenas segundos podem significar uma péssima rotina de sono. Nicoly da Maia As microssonecas

Read More...

Governo lança programa com investimentos de R$ 700 milhões para Amazônia

A parceria com 70 municípios prevê a redução de desmatamentos e incêndios zero até 2030 na Amazônia. Elinelma Vasconcelos

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu