Prática de abandono de animais cresce na região de Campinas

In Geral

Mary Marinho 

instituições promovem campanhas na cidade para estimular a adoção e conscientizar a população a respeito da responsabilidade de se adotar um animal. 

O número de casos de abandono de animais nas proximidades de clinicas veterinárias em Campinas aumentou. Todos os dias, dois ou três ficam desabrigados na região de Campinas. O presidente da Organização não governamental (Ong) Amigos dos animais fala sobre como a forma de abandono do animal está mudando.

Segundo ele, antigamente era comum encontrar animais presos em galhos de árvores nas praças, “agora os proprietários criam perfis falsos, levam os animais para a internação e simplesmente não voltam para buscá-los”, completa.

Para conseguir manter os bichinhos internados, os donos fornecem dados e documentos falsos às empresas. Assim, quando os profissionais de saúde tentam devolvê-los aos seus lares, já não conseguem mais localizar os responsáveis. Isso quando a situação não é pior. Stephanie Fernande, proprietária de um pet shop, relembra ter presenciado um abandono quando trabalhava em outro lugar. “Cheguei pela manhã e encontrei o animal dentro de uma sacola, pendurada na maçaneta da porta, sem nenhuma identificação. Me senti bastante tocada com a cena”, diz.

O presidente da Ong aconselha àqueles que desejam ter um bichinho que o facam com responsabilidade, pensando nas implicações de tal decisão. Além disso sugere outras alternativas para substituir o abandono. “O mais recomendado é buscar primeiro um familiar próximo disposto a ficar com o animal, pois ele necessita de amor e carinho. Caso isso não seja viável, será preciso buscar um local que possa acolher o animal até que se encontre um novo lar”, explica.

Stephanie não esconde a sua opinião a respeito da prática: “É reprovável”, avalia.  Lamas ressalta a natureza criminosa deste ato. “É um crime”, afirma. A pena pode chegar a um ano de detenção e o valor da multa a ser paga varia de acordo com o grau de agressividade.  Há várias organizações não governamentais responsáveis por organizar ações que estimulam a adoção de animais, no entanto, para a veterinária Patrícia Zampiere a solução definitiva deste tipo de situação está na conscientização da população a respeito da responsabilidade que o ato de possuir um animal implica.

Link da Imagem: https://goo.gl/rZBn5L

You may also read!

Enxaqueca aura: entenda como funciona e como tratar

Dentre os três tipos de enxaqueca, a com aura é a que se caracteriza pelas alterações sensoriais.

Read More...

Cidadãos sem registro ainda são problema no Brasil

Cerca de 2.7 milhões de brasileiros não possuem certidão de nascimento. Gabrielle Ramos O registro de nascimento é um

Read More...

6 filmes para assistir com sua mãe

Confira alguns filmes que separamos para você curtir um feliz dia das mães da melhor forma.

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu