Projeto social oferece programação musical gratuita em Artur Nogueira

In Cultura

Acontece nesta quinta (11), a segunda edição do Quintal Musical. O evento começa as 19h30. A entrada é franca

Kelyse Rodrigues

O Projeto Retreta estará promovendo o Quintal musical em Artur Nogueira nesta quinta-feira (11) as 19:30h. A corporação já existia, porém, só neste ano o evento cultural está sendo promovido. A programação será gratuita, e contará com duas atrações. O evento conta com o apoio da Prefeitura Municipal, através da Secretaria de Cultura, juntamente com a Corporação de 24 de junho. Trata-se da segunda edição do programa.

O objetivo do Quintal Musical é oferecer de forma inusitada a cultura musical, a todos que tiverem o interesse. O evento de forma geral será informal, dispensa todo o glamour de um auditório, com decoração, um espaço apropriado. E traz a apresentação musical para um quintal, literalmente, onde as pessoas podem se encontrar e apreciar a música.

O som do programa fica a cargo da pianista Ellen Magaieski e o clarinetista Benedito de Carvalho. Ricardo Michellino, maestro e organizador do Quintal Musical conta sobre a periodicidade dos eventos. “Pretendemos realizar um a cada mês”, conta.  As apresentações são sempre lotadas, e as pessoas demonstram sempre interesse e um grande prestígio.

O público participante das apresentações se divide em todas as classes sociais e com diversos interesses. São pessoas que buscam por boa música, e aprender dessa cultura musical.  O Projeto Retreta também é conhecido pela população de Artur Nogueira por oferecer aulas de diversos instrumentos gratuitos à população.

Os artistas que se apresentarão têm grandes expectativas, e aguardam com ansiedade pela noite desta quinta. A contribuição será tanto para os espectadores que vão adquirir mais conhecimento musical, quanto para os realizadores do evento que adquirem cada vez mais a performance instrumental, única, pois o ambiente proporciona isto. O desejo deles é tornar a música acessível para todos.

Ellen relata sobre como a oportunidade de tocar no Quintal tem agregado a sua carreira como musicista. “Comecei no quintal já no início deste ano, em uma apresentação da banda na qual toquei viola erudita. O benefício deste projeto para mim, está na experiência com o público diferenciado. Posso também ampliar meus conhecimentos musicais”, conclui.

https://goo.gl/9NTCwV

You may also read!

Você conhece a Síndrome de Wendy?

Quando o cuidado excessivo se torna uma armadilha. Nicoly da Maia No dia a dia, muitas pessoas colocam as

Read More...

Enxaqueca aura: entenda como funciona e como tratar

Dentre os três tipos de enxaqueca, a com aura é a que se caracteriza pelas alterações sensoriais.

Read More...

Cidadãos sem registro ainda são problema no Brasil

Cerca de 2.7 milhões de brasileiros não possuem certidão de nascimento. Gabrielle Ramos O registro de nascimento é um

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu