A falta de habilidades profissionais dos “nativos digitais”

In Ciência e Tecnologia, Geral

Pesquisa aponta que 74% dos gerentes dizem que Geração Z é a geração mais desafiadora para trabalhar.

Cristina Levano

Na era digital e altamente conectada em que vivemos, a Geração Z tem se destacado como “nativos digitais”, com domínio inato da tecnologia e criatividade sem igual. No entanto, ao entrar no mundo do trabalho, essa geração enfrenta certas brechas em habilidades profissionais cruciais.

De acordo com uma pesquisa recente, realizada pela empresa ResumeBuilder, a maioria dos gerentes de nível médio e donos de empresas acredita que é muito difícil trabalhar com os chamados de centennials. Para o estudo, entrevistou-se 1.344 gerentes e líderes empresariais e descobriu-se que 74% acreditam que GenZ é a mais difícil de trabalhar.

Da mesma forma, 65% dos entrevistados afirmaram que precisam demitir GenZers com mais frequência do que funcionários de outras gerações. Além disso, 49% disseram que é difícil trabalhar com GenZ o tempo todo ou a maior parte do tempo, e prefeririam trabalhar com os millennials. 

Profissionais de cristal

A Geração Z, nascida na era digital e tecnológica, enfrenta um mundo de trabalho em constante mudança e evolução. Embora esta geração tenha sido elogiada por sua proficiência em tecnologia e criatividade, observou-se que eles carecem de certas habilidades profissionais fundamentais necessárias para se destacar no ambiente de negócios atual.

Uma das habilidades que muitas vezes é apontada como ausente é a capacidade de se comunicar de forma eficaz. Embora os membros da Geração Z estejam acostumados a se comunicar por meio de mensagens de texto e mídias sociais, eles podem enfrentar dificuldades para se expressar de forma clara e persuasiva em ambientes face a face. Comunicação interpessoal, apresentação de ideias e habilidades de negociação são aspectos essenciais da colaboração com colegas, interação com clientes e construção de relacionamentos sólidos no mundo do trabalho.

Outra habilidade profissional que pode ser um ponto fraco para a Geração Z é o gerenciamento e a organização do tempo. Com acesso constante a dispositivos móveis e uma ampla gama de distrações digitais, eles precisam se esforçar para definir prioridades, cumprir prazos e gerenciar seu tempo com eficiência. Essas habilidades são vitais para se manter produtivo e atender às demandas de trabalho em um ambiente cada vez mais acelerado e exigente.

Além disso, a Geração Z pode carecer de habilidades de liderança e trabalho em equipe. Embora estejam acostumados a trabalhar de forma colaborativa por meio de plataformas online, pode ser um desafio para eles liderar uma equipe pessoalmente e orientar seus membros em direção a objetivos comuns. Habilidades de liderança, empatia, resolução de conflitos e cooperação são habilidades essenciais para construir relacionamentos fortes dentro de uma equipe e alcançar resultados de sucesso.

Por fim, adaptabilidade e resiliência também podem ser áreas nas quais os membros da Geração Z precisam trabalhar. De acordo com os dados do ResumeBuilder, as principais razões pelas quais eles acham difícil trabalhar com GenZ é a falta de habilidades tecnológicas, esforço e motivação, assim como se ofender com grande facilidade. À medida que o mundo do trabalho passa por mudanças rápidas, a capacidade de se adaptar a novas situações, aprender novas habilidades e enfrentar desafios com confiança torna-se crucial. A resiliência emocional e a capacidade de superar obstáculos são habilidades valiosas para navegar em um mercado de trabalho competitivo e em constante mudança.

Outras habilidades

De acordo com Stacie Haller, consultora sênior de carreira da empresa, desde que os profissionais da Geração Z começaram a trabalhar durante a pandemia, “eles não têm o básico para se ajustar às configurações convencionais de carreira”.

“Os gerentes de contratação precisam estar cientes disso ao entrevistar membros da Geração Z para cargos. Esta geração pode precisar de mais treinamento quando se trata de habilidades profissionais”, disse o especialista.

Embora a Geração Z possa carecer de algumas habilidades profissionais, é importante observar que eles também possuem pontos fortes únicos aos quais podem recorrer. Seu domínio da tecnologia, sua criatividade e sua mentalidade inovadora são ativos valiosos no mundo do trabalho atual. Com consciência e foco consciente no desenvolvimento de competências profissionais, a Geração Z pode superar essas brechas e se destacar em suas carreiras, adaptando-se e prosperando em um ambiente de trabalho em constante evolução.

You may also read!

Como as microssonecas afetam nossa saúde

As “inofensivas” sonecas que duram apenas segundos podem significar uma péssima rotina de sono. Nicoly da Maia As microssonecas

Read More...

Governo lança programa com investimentos de R$ 700 milhões para Amazônia

A parceria com 70 municípios prevê a redução de desmatamentos e incêndios zero até 2030 na Amazônia. Elinelma Vasconcelos

Read More...

A luta de Duna contra a inteligência artificial

Saga de Duna, escrita por Frank Herbert, mostra superação das máquinas e da inteligência artificial em favor da humanização

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu