Aconteceu neste final de semana a Mega Vigília Loucos por Cristo

In Copa do Mundo

Terceira Mega vigília da APaC foi realizada no campus

Lia Costa

A Mega Vigília “Loucos Por Cristo”, organizada pela Associação Paulista Central (APaC) que aconteceu na Igreja do Unasp-EC, começou às 22h de sábado (10) e terminou às 6h de domingo (11). O evento lotou o ambiente, e muitas pessoas ficaram em pé até alguns bancos ficarem vagos quando o público foi cedendo ao sono. Ainda assim, no final da vigília, ainda haviam poucos lugares desocupados.

Quem abriu o evento foi o grupo Vocal Livre, que foi bastante aclamado e ergueu vozes de todos para louvarem juntos. Pedro Valença também teve participação especial posteriormente.  Durante a noite passaram outros grupos e apresentações musicais como o quarteto chileno ASAF, coral de angolanos e o grupo de louvor.

Para Mateus Melito, estudante de geologia, o evento foi sua segunda vigília no campus. Ele veio com um grupo de amigos de sua igreja local em Rio Claro e aproveitou para fazer novas amizades. Uma dessas pessoas foi a estudante de arquitetura Bianca Kiss, aluna do Unasp-ec, que estava participando pela primeira vez de uma vigília no internato. Até as 3h10m quando a entrevista foi feita, a sua apresentação favorita foi o fantoche Pedrinho.

Além das apresentações e ministrações da Palavra, também houve um sorteio valendo ingresso para o show do cantor norte-americano David Phelps, através de uma seleção de selfies; bem como chamado para missões de um ano, Missão Calebe e outras oportunidades de envolvimento missionário e serviço cristão.

Jairo Souza, organizador do evento, começou a manhã satisfeito. Embora do ponto de vista técnico tenha sido uma noite bastante complexa, ele acredita que a resposta dos jovens foi muito positiva a tudo que foi apresentado e pretende continuar. É a quinta mega vígilia da APaC, sendo a terceira no Unasp campus Engenheiro Coelho, que tem acontecido no primeiro semestre de cada ano.

“O objetivo da vigília em primeiro lugar é espiritual, mas também precisa ser momento de celebrar missões realizadas e desafiar os jovens para novos projetos de missões”, afirma Souza. Jairo conta que esse ano foi celebrado o que o projeto Um Ano em Missão conseguiu no ano anterior, já organizando uma nova equipe. “E é assim que o movimento quem que seguir”, enfatiza.

Para ele, o ministério jovem tem que se centralizar em duas palavras: salvação e serviço. Assim como os discípulos eram loucos por Cristo a ponto de estarem dispostos a morrer pelo evangelho, esse mesmo sentimento de “loucura” deve permear os jovens cristãos hoje.

Crédito da imagem: Jairo Sousa

You may also read!

Como são medidos os terremotos?

Os sismógrafos são os instrumentos que registram as ondas sísmicas provocadas pelo movimento das placas tectônicas. Davi Sousa Dois

Read More...

Você conhece a Síndrome de Wendy?

Quando o cuidado excessivo se torna uma armadilha. Nicoly da Maia No dia a dia, muitas pessoas colocam as

Read More...

Enxaqueca aura: entenda como funciona e como tratar

Dentre os três tipos de enxaqueca, a com aura é a que se caracteriza pelas alterações sensoriais.

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu