Confira os resultados nas eleições para governador no Brasil

In Geral, Política
Resultados eleições para Governador.

Acompanhe os resultados dos candidatos a governador dos estados brasileiros. Saiba quais candidatos foram eleitos no primeiro turno das Eleições Gerais de 2022 com, pelo menos, 50% dos votos. Os estados que não tiveram candidatos com o apoio de 50% dos eleitores, votarão para eleger seus governadores no segundo turno das eleições, no dia 30 de outubro.

Acre (AC)

Gladson Cameli é reeleito governador do Acre

Gladson de Lima Cameli, filiado ao partido Progressistas (PP), foi reeleito como governador do Acre. Os resultados das votações foram divulgados às 19h20. O candidato com mais votos depois de Gladson foi Jorge Viana (PT).

Cameli é engenheiro civil, empresário e político brasileiro. Atualmente, é governador do estado do Acre, eleito nas eleições gerais de 2018. No Senado Federal foi membro de várias comissões, entre elas a Comissão de Serviços de Infraestrutura, Comissão Senado do Futuro, Comissão Especial de Desenvolvimento Nacional e Comissão de Educação, Cultura e Esporte, entre outras. Ele tem sido um dos maiores articuladores, junto ao setor empresarial, de debates para saídas da crise econômica que vive o Acre e o país.

Alagoas (AL)

Disputa eleitoral em Alagoas se encerra e candidatos vão a segundo turno

A disputa pelo estado de Alagoas chega ao fim levando os candidatos Paulo Dantas (MDB), governador que concorre novamente para ser reeleito no estado de Alagoas e o Senador da República Rodrigo Cunha (União Brasil) para o segundo turno. Os dois vão ter novamente chances de virar voto no estado para vencer essa corrida eleitoral para o governo de Alagoas.

Os candidatos votaram hoje com vários apoiadores ao redor, Paulo Dantas votou em Batalha no sertão do Estado por volta das 12:00. Rodrigo Cunha chegou por volta das 11:00 acompanhado da filha na cidade de Arapiraca.

Amapá (AP)

Clécio Luís é eleito governador do Amapá

Clécio Luís, do partido Solidariedade, foi eleito como governador do Tocantins. O resultado das votações foi divulgado às 20h26. O candidato com mais votos depois dele foi Jaime Nunes (PSD).

Clécio é formado em Geografia pela Universidade Federal do Amapá (Unifap) com especialização em desenvolvimento sustentável e gestão ambiental. Foi fundador e gestor do Banco do Povo, secretário estadual de Educação, em 1998 e autor do Estatuto do Patrimônio Histórico, Artístico e Cultural de Macapá. Em 2004, foi eleito vereador de Macapá e reeleito em 2008. Em 2012, tornou-se o primeiro prefeito de uma capital filiado ao PSOL, quando ganhou as eleições para ser prefeito de Macapá.

Amazonas (AM)

Wilson Lima e Eduardo Braga disputam o segundo turno no Amazonas

O atual governador Wilson Lima (União Brasil) e o Senador da República Eduardo Braga (MDB) disputarão, no próximo dia 30, o segundo turno no Amazonas. 

Nos últimos dias, Eduardo Braga pautou sua campanha no combate à fome e ao sucateamento da saúde, enquanto o candidato à reeleição propôs um auxílio Estadual, e valorizou as conquistas do atual governo.

Bahia (BA)

Jerônimo Rodrigues e ACM Neto disputam o segundo turno na Bahia 

Jerônimo Rodrigues (PT) e ACM Neto (União Brasil), vão competir no segundo turno no próximo dia 30. O resultado se confirmou por volta das 23h30, e a apuração foi bem acirrada entre os candidatos.

Rodrigues trabalhou como secretário nacional de Desenvolvimento Territorial. Em 2018, ele foi coordenador geral da campanha à reeleição de Rui Costa. Essa é a primeira vez que ele disputou as eleições. Já Neto, antes de ser prefeito de Salvador, foi eleito deputado federal pela primeira vez em 2002 e, depois, renovou mais duas vezes o mandato, como o parlamentar mais votado da Bahia.

Ceará (CE)

Elmano de Freitas é eleito governador do Ceará

Elmano de Freitas da Costa, filiado ao Partido dos Trabalhadores (PT), se formou em Direito pela Universidade Federal do Ceará, estava em seu segundo mandato como deputado estadual do Ceará e foi eleito como governador do Estado. 

Foi secretário municipal de Educação na gestão da prefeita Luizianne Lins e dirigiu o Orçamento Participativo de Fortaleza, esteve atuando na Rede Nacional de Advogados Populares (RENAP), juntamente com a defesa jurídica e política do Movimentos Rurais do Sem Terra (MST) como advogado.

Distrito Federal (DF)

Ibaneis Rocha é eleito governador do Distrito Federal

Ibaneis Rocha, filiado ao Movimento Democrático Brasileiro (MDB), foi eleito como governador do Distrito Federal. Em 2018, se candidatou para governador do Distrito Federal alcançando 41,01% dos votos válidos (634.008 votos) no primeiro turno, mas perdendo no segundo turno para o candidato  Rodrigo Rollemberg (PSB), que recebeu 69.79% dos votos.

Sendo o primeiro governador do Distrito Federal nascido na própria capital do país, é advogado e político.Ele concorreu pela primeira vez a um cargo político com 47 anos. Foi presidente da seccional da Ordem dos Advogados do Brasil no DF  entre os anos de 2013 e 2015. 

Espírito Santo (ES)

Renato Casagrande e Manato vão disputar segundo turno para governo do Espírito Santo

Renato Casagrande (PSB) e Manato (PL) vão disputar o segundo turno para o governo do estado do Espírito Santo no próximo dia 30. Casagrande ficou na liderança, com 46,94% dos votos, e Manato obteve 38,48%.

Goiás (GO)

Ronaldo Caiado é reeleito Governador de Goiás

Ronaldo Caiado, filiado ao partido União Brasil, foi reeleito como governador de Goiás. O candidato com mais votos depois de Caiado foi Gustavo Mendanha do partido Patriota.

O político que já foi senador e estava como governador de Goiás é reeleito para o cargo e continua por mais 4 anos. Caiado foi deputado federal em 2010 e senador, em 2014, Caiado tem como vice o Daniel Vilela, do partido MDB. Chegou a concorrer à Presidência da República no ano de 1989 mas obteve menos de 1% dos votos. 

Maranhão (MA)

Carlos Brandão é eleito como governador do Maranhão

Carlos Brandão, de 64 anos, filiado ao Partido Socialista Brasileiro, foi eleito pela primeira vez como governador do estado do Maranhão no primeiro turno. Em segundo lugar com mais votos ficou o Lahesio Bonfim do Partido Social Cristão.

Brandão é médico veterinário, empresário e político. Ele é governador do Maranhão desde abril deste ano, e foi vice-governador do Estado entre 2015 e 2022. Brandão iniciou a vida pública em 1990, quando foi secretário-adjunto de Estado do Meio Ambiente. Em seguida, ele foi eleito deputado federal por dois mandatos consecutivos (2006 a 2010) e (2010 a 2014). O candidato a vice-governador na chapa será Felipe Camarão( PT).

Mato Grosso (MT)

Mauro Mendes é reeleito Governador do Mato Grosso

Mauro Mendes (União Brasil) venceu no primeiro turno sendo, portanto, reeleito como Governador do Mato Grosso. Em segundo lugar com mais votos ficou Márcia Pinheiro do Partido Verde (PV).

Mendes, nascido em Anápolis (GO), tem 58 anos e é formado em Engenharia Elétrica. O Governador foi presidente da Federação das Indústrias do Estado de Mato Grosso (FIEMT) e do sistema Sesi/Senai entre os anos de 2007 e 2010. Também ocupou o cargo de prefeito de Cuiabá (MT) de 2013 a 2016 e foi o Governador do estado do Mato Grosso eleito em 2018.

Mato Grosso do Sul (MS)

Capitão Contar e Eduardo Riedel vão disputar segundo turno para governo do Mato Grosso do Sul

Mato Grosso do Sul foi o primeiro estado a confirmar o segundo turno. A disputa acontecerá entre o candidato Capitão do Exército Renan Contar, de 38 anos, formado pela Academia Militar das Agulhas Negras (Aman) do partido PRTB e o empresário Eduardo Riedel, de 53 anos, candidato pelo partido PSDB.

Eleito em 2018 Capitão Contar, atualmente é deputado estadual e presidente da Comissão de Turismo, Indústria e Comércio da Assembleia Legislativa. O candidato a vice é o advogado Beto Figueiró, 54 anos, do mesmo partido. Já o candidato Eduardo Riedel foi presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae e diretor da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), além de ter sido secretário estadual de Governo e de Infraestrutura. O deputado estadual Barbosinha, do PP, é o candidato a vice.

Minas Gerais (MG)

Romeu Zema é reeleito governador de Minas Gerais

Romeu Zema Neta, filiado ao Partido Novo (NOVO), é reeleito Governador do estado de Minas Gerais. O então governador ficou em primeiro lugar na disputa com o oponente Alexandre Kalil.

Natural da cidade de Araxá, localizada no Triângulo Mineiro, Romeu Zema Neto tem 53 anos, é pai de dois filhos, formado em Administração de Empresas pela Fundação Getúlio Vargas (SP) e além de empresário, é ex-presidente do Grupo Zema, uma das maiores empresas de eletrodomésticos do Brasil. Seguindo o exemplo de seu pai, Zema começou a trabalhar bem cedo, iniciando sua carreira profissional aos 11 anos.

Pará (PA)

Helder Barbalho é reeleito governador do Pará

Helder Barbalho, filiado ao Movimento Democrático Brasileiro (MDB), foi reeleito como governador do Pará. O resultado das votações foi divulgado às 20h19. O candidato com mais votos depois de Barbalho foi Zequinha Marinho (PL).

Helder Barbalho é governador do Pará desde 2019. Além disso, foi ministro da Pesca e Agricultura e ministro-chefe da Secretaria Nacional dos Portos no governo da ex-presidente Dilma Rousseff. No governo Michel Temer, foi ministro da Integração Nacional. Além disso, é formado em Administração pela Universidade da Amazônia e tem uma pós-graduação MBA Executivo em Gestão Pública pela Fundação Getúlio Vargas.

Paraíba (PB)

João Azevedo e Pedro Cunha Lima disputam segundo turno na Paraíba

O segundo turno será disputado na Paraíba, no próximo dia 30, entre o atual governador João Azevedo (PSB) e o ex-deputado federal Pedro Cunha Lima (PSDB). 

O candidato à reeleição dedicou os últimos dias de campanha a visitar diversas partes do estado, destacando ações do governo nas áreas de saúde, educação e segurança pública. Já Pedro Cunha Lima apresentou propostas para educação e terceiro setor da economia.

Paraná (PR)

Ratinho Júnior é reeleito governador do Paraná

Carlos Roberto Massa Júnior, mais conhecido como Ratinho Júnior, filiado ao Partido Social Democrático (PSD), foi reeleito como governador do Paraná. O candidato com mais votos depois de Ratinho foi Roberto Requião (PT).

Ratinho Júnior assumiu o governo do Paraná em 2019. Antes disso, ele havia sido deputado estadual e federal, além de Secretário do Desenvolvimento Urbano do Paraná. Ratinho é graduado em Marketing e Propaganda pela Faculdade Internacional de Curitiba, com pós-graduação em Direito de Estado pela PUC Brasília.

Pernambuco (PE)

Marília Arraes e Raquel Lyra irão disputar segundo turno para governo de Pernambuco

O segundo turno em Pernambuco será disputado no próximo dia 30 de outubro. A disputa será entre as candidatas Marília Arraes, de 38 anos, filiada ao Solidariedade, e Raquel Lyra, de 43 anos, filiada ao Partido da Social Democracia Brasileira.

Arraes é deputada federal e presidente estadual do Solidariedade, além de advogada.  Iniciou a carreira política como vereadora, foi eleita em 2008 e reeleita quatro anos depois. Foi secretária de Juventude e Emprego de Pernambuco na gestão de Eduardo Campos e, em 2020, concorreu à prefeitura de Recife, mas foi derrotada pelo primo João Campos (PSB) no segundo turno.

Raquel Lyra, advogada com pós-graduação em Direito Econômico e de Empresas, também já foi delegada da Polícia Federal, chefe da Procuradoria de Apoio Jurídico e Legislativo do governo de Eduardo Campos e deputada estadual por dois mandatos consecutivos, de 2011 a 2017. A ex-prefeita de Caruaru deixou o mandato para ser candidata ao governo de Pernambuco (PE) pelo PSDB.

Piauí (PI)

Rafael Fonteles é eleito governador do Piauí

Rafael Fonteles, filiado ao partido do (PT), foi eleito o novo governador do estado do Piauí. O resultado das votações foi divulgado às 21h. O candidato com mais votos depois de Fonteles foi Silvio Mendes.

Fonteles, nascido em Teresina, é um professor universitário de economia matemática e política brasileira. Em 2019, ele foi eleito presidente do Confaz (Comitê Nacional dos Secretários de Fazenda dos Estados e do Distrito Federal) para o biênio 2019/2021. E agora se prepara para o seu primeiro mandato como governador.

Rio de Janeiro (RJ)

Cláudio Castro é reeleito governador do Rio de Janeiro

Cláudio Castro, filiado ao Partido Liberal (PL), foi reeleito como governador do Rio de Janeiro. O candidato com mais votos depois de Castro foi Marcelo Freixo, do Partido Socialista Brasileiro (PSB).

Castro foi vice-governador de Wilson Witzel desde 2019 e assumiu a titularidade do cargo em 28 de agosto de 2020. Já foi chefe de gabinete e vereador na Câmara Municipal do Rio de Janeiro.

Rio Grande do Norte (RN)

Fátima Bezerra é reeleita governadora do Rio Grande do Norte

Maria de Fátima Bezerra, filiada ao Partido dos Trabalhadores (PT), foi reeleita governadora do Rio Grande do Norte. O resultado das votações foi divulgado às 20h35. O candidato com mais votos depois de Fátima foi Capitão Styvenson (Podemos).

Fátima Bezerra assumiu o governo do Rio Grande do Norte em 2019. Antes disso, ela havia sido deputada estadual e federal, além de Senadora pelo Rio Grande do Norte. Fátima é graduada em Pedagogia pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte, atuando como professora da rede municipal de Natal.

Rio Grande do Sul (RS)

Onyx Lorenzoni e Eduardo Leite disputam segundo turno no Rio Grande do Sul

Após a apuração das urnas no Rio Grande do Sul, o candidato Onyx Lorenzoni (PL) segue para o segundo turno contra o candidato Eduardo Leite (PSDB), no dia 30 de outubro. O resultado foi pronunciado por volta das 22h00, e Leite ficou com 26,80% e Lorenzoni levou 37,52%.

Natural de Pelotas, Eduardo Leite foi vereador e prefeito do município e governador do estado entre 2019 e 2022. Além do MDB e do PSD, o tucano é apoiado pelo Cidadania, que compõe a federação com o PSDB, União Brasil e Podemos.

Onyx Lorenzoni foi deputado estadual e é deputado federal. Ocupou os ministérios da Casa Civil, da Cidadania e do Trabalho e Previdência, além da Secretaria-Geral da Presidência, no governo de Jair Bolsonaro (PL).

Rondônia (RO)

Candidatos para o Estado de Rondônia disputam segundo turno   

Em Rondônia, o atual governador Coronel Marcos Rocha (União Brasil) e o também candidato ao governo Marcos Rogério se enfrentam novamente no dia 30 para disputar o segundo turno do governo do estado. Os dois candidatos vão ter dias para mudar o voto da população a seu favor.

Roraima (RR)

Antonio Denarium é reeleito governador de Roraima

Antonio Denarium, 58 anos, filiado ao Partido Progressista (PP). Foi reeleito governador do estado de Roraima. O resultado das votações foi divulgado às 20h00. O candidato com mais votos depois de Teresa Surita. 

Antes de tomar posse como governador em 2019, foi interventor federal em dezembro de 2018, quando a então governadora Suely Campos foi afastada do cargo. Natural de Anápolis (GO), é empresário do ramo de agronegócio e também atua no setor imobiliário. A chapa tem como vice o engenheiro Edilson Damião (Republicanos), 44 anos.

Santa Catarina (SC)

Jorginho Melo e Décio Lima irão disputar segundo turno para governo de Santa Catarina

O segundo turno em Santa Catarina será disputado no próximo dia 30 de outubro. A disputa será entre os candidatos Jorginho Melo, de 66 anos, filiado ao Partido Liberal, e Décio Lima, de 61 anos, filiado ao Partido dos Trabalhadores.

Nascido em Itajaí (SC), Décio Lima é formado em Ciências Sociais e em Direito. Foi vereador e prefeito de Blumenau (SC) por dois mandatos consecutivos. Entre 2005 e 2006, foi superintendente do Porto de Itajaí e se elegeu três vezes como deputado federal pelo PT. Atualmente, é presidente do diretório estadual do Partido em SC. 

Jorginho Mello é senador e presidente do diretório do PL em Santa Catarina. Nascido em Ibicaré (SC), Mello foi vereador de Herval d’Oeste (SC) entre 1976 e 1980. Ocupou também o cargo de deputado estadual por quatro mandatos consecutivos, e de deputado federal por dois mandatos.

São Paulo (SP)

Tarcísio e Fernando Haddad disputarão o segundo turno

No estado de São Paulo, o candidato Tarcísio (Republicanos), que atuava como ministro do governo Bolsonaro na direção de Infraestrutura, enfrentou hoje Fernando Haddad (PT), ex-prefeito de São Paulo. Os dois vão disputar o segundo turno dia 30 de outubro.

Os dois mantêm uma concorrência pelo cargo de governador frente a uma corrida que envolve dois candidatos apoiados por extremos da política. Haddad junto a Lula concorre para que o Partido dos Trabalhadores retorne aos postos importantes de São Paulo. Por outro lado, Tarcísio, que é apoiado por Jair Bolsonaro, pretende manter o Estado sob o controle da direita brasileira.

Sergipe (SE)

Rogério Carvalho e Fábio Mitidieri irão disputar segundo turno para governo do Sergipe

O segundo turno em Sergipe será disputado no dia 30 de outubro. A disputa será entre os candidatos Rogério Carvalho, de 54 anos, filiado ao Partido dos Trabalhadores, e Fábio Mitidieri, de 45 anos, filiado ao Partido Social Democrático.

Fábio Cruz Mitidieri, natural de Aracaju, é administrador, já foi vereador, secretário municipal de esportes, secretário de estado de trabalho e deputado federal por dois mandatos. O candidato Rogério Carvalho Santos é médico, professor, senador e já trabalhou como secretário de saúde de Aracaju, deputado estadual e federal, secretário de saúde do estado de Sergipe.

Tocantins (TO)

Wanderlei Barbosa é reeleito governador do Tocantins

Wanderlei Barbosa Castro, filiado ao partido Republicanos, foi reeleito como governador do Tocantins. O resultado das votações foi divulgado às 19h53. O candidato com mais votos depois de Barbalho foi Ronaldo Dimas (PL).

O político foi vice-governador do Tocantins e assumiu o governo do Estado quando o titular Mauro Carlesse renunciou, cargo que ainda possui. Ele foi vereador de Porto Nacional (TO) e da capital Palmas. Barbosa também foi presidente da Câmara Municipal de Palmas e deputado estadual por dois mandatos.

You may also read!

Conheça o benefício do povo

O governo brasileiro dispõe de benefícios sociais à população que são programas de transferência de renda oferecidos pela União

Read More...

Número de médicos no Brasil quadruplica e desigualdade persiste

Relatório reafirma o que muitos já sabem: a desigualdade não é uma preocupação. Lucas Pazzaglini A notícia não é

Read More...

Cerca de 70% dos trabalhadores mentem em seus currículos

De acordo com nova pesquisa de Comportamento de Candidatos a Emprego, foi descoberto taxas altas de mentira no processo

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu