Confira em tempo real a cobertura das eleições 2022

In Geral, Política
Eleições Brasil

Hoje, dia 02 de outubro, acontece o primeiro turno das eleições brasileiras de 2022. Os eleitores devem votar para cinco cargos: presidente, deputado federal, deputado estadual, senador e governador. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) recomenda a utilização da cola eleitoral, um papel com os números dos candidatos escolhidos, já que aparelhos eletrônicos não são permitidos na cabine eleitoral.

Confira em tempo real:

22h30 – A cobertura do primeiro turno das Eleições Gerais de 2022 se encerra agora. Muito obrigado por nos acompanhar.

22h15 – O atual governador Wilson Lima (União Brasil) e o Senador da República Eduardo Braga (MDB) disputarão, no próximo dia 30, o segundo turno no Amazonas.

22h14 – Após a apuração das urnas no Rio Grande do Sul, o candidato Onyx Lorenzoni (PL) segue para o segundo turno contra o candidato Eduardo Leite (PSDB), no dia 30 de outubro. O resultado foi pronunciado por volta das 22h00, e Leite ficou com 26,80% e Lorenzoni levou 37,52%.

21h59 – O segundo turno em Pernambuco será disputado no próximo dia 30 de outubro. A disputa será entre as candidatas Marília Arraes, de 38 anos, filiada ao Solidariedade, e Raquel Lyra, de 43 anos, filiada ao Partido da Social Democracia Brasileira.

21h58 – A disputa pelo estado de Alagoas chega ao fim levando os candidatos Paulo Dantas (MDB), governador que concorre novamente para ser reeleito no estado de Alagoas e o Senador da República Rodrigo Cunha (União Brasil) para o segundo turno.

21h28 – Elmano de Freitas da Costa, filiado ao Partido dos Trabalhadores (PT), se formou em Direito pela Universidade Federal do Ceará, estava em seu segundo mandato como deputado estadual do Ceará e foi eleito como governador do estado.

21h22– A disputa em Santa Catarina vai para o segundo turno. Jorginho Melo, de 66 anos, filiado ao Partido Liberal, e Décio Lima, de 61 anos, filiado ao Partido dos Trabalhadores, são os candidatos que lutam pelo governo catarinense.

21h02 – Rafael Fonteles, filiado ao partido do (PT), foi eleito o novo governador do estado do Piauí. O resultado das votações foi divulgado às 21h. O candidato com mais votos depois de Fonteles foi Silvio Mendes.

20h49 – Cláudio Castro, filiado ao Partido Liberal (PL), foi reeleito como governador do Rio de Janeiro. O candidato com mais votos depois de Castro foi Marcelo Freixo, do Partido Socialista Brasileiro (PSB).

20h47 – O segundo turno será disputado na Paraíba, no próximo dia 30, entre o atual governador João Azevedo (PSB) e o ex-deputado federal Pedro Cunha Lima (PSDB).

20h40 – Ronaldo Caiado, filiado ao partido União Brasil, foi reeleito como governador de Goiás. O candidato com mais votos depois de Caiado foi Gustavo Mendanha, do partido Patriota.

20h37 – No estado de São Paulo, o candidato Tarcísio (Republicanos), que atuava como ministro do governo Bolsonaro na direção de Infraestrutura, enfrentou hoje Fernando Haddad (PT), ex- prefeito de São Paulo. Os dois vão disputar o segundo turno dia 30 de outubro.

20h36 – Maria de Fátima Bezerra, filiada ao Partido dos Trabalhadores (PT), foi reeleita governadora do Rio Grande do Norte. O resultado das votações foi divulgado às 20h35. O candidato com mais votos depois de Fátima foi Capitão Styvenson (Podemos).

20h31 – O segundo turno em Sergipe será disputado no dia 30 de outubro. A disputa será entre os candidatos Rogério Carvalho, de 54 anos, filiado ao Partido dos Trabalhadores, e Fábio Mitidieri, de 45 anos, filiado ao Partido Social Democrático.

20h26 – Clécio Luís, do partido Solidariedade, foi eleito como governador do Tocantins. O resultado das votações foi divulgado às 20h26. O candidato com mais votos depois dele foi Jaime Nunes (PSD).

20h24 – Em Rondônia, o atual governador Coronel Marcos Rocha (União Brasil) e o também candidato ao governo Marcos Rogério se enfrentam novamente no dia 30 para disputar o segundo turno do governo do estado. Os dois candidatos vão ter dias para mudar o voto da população a seu favor.

20h19 – Helder Barbalho, filiado ao Movimento Democrático Brasileiro (MDB), foi reeleito como governador do Pará. O resultado das votações foi divulgado às 20h19. O candidato com mais votos depois de Barbalho foi Zequinha Marinho (PL).

20h17 – Ibaneis Rocha, filiado ao Movimento Democrático Brasileiro (MDB), foi eleito como governador do Distrito Federal. Em 2018, se candidatou para governador do Distrito Federal alcançando 41,01% dos votos válidos (634.008 votos) no primeiro turno, mas perdendo no segundo turno para o candidato  Rodrigo Rollemberg (PSB), que recebeu 69.79% dos votos.

20h14 – Antonio Denarium, 58 anos, filiado ao Partido Progressista (PP). Foi reeleito governador do estado de Roraima. O resultado das votações foi divulgado às 20h00. O candidato com mais votos depois de Teresa Surita. 

19h58 – Mauro Mendes (União Brasil) venceu no primeiro turno sendo, portanto, reeleito como Governador do Mato Grosso. Em segundo lugar com mais votos ficou Márcia Pinheiro do Partido Verde (PV).

19h53 – Wanderlei Barbosa Castro, filiado ao partido Republicanos, foi reeleito como governador do Tocantins. O resultado das votações foi divulgado às 19h53. O candidato com mais votos depois de Barbalho foi Ronaldo Dimas (PL).

19h47 – Romeu Zema Neta, filiado ao Partido Novo (NOVO), é reeleito Governador do estado de Minas Gerais. O então governador ficou em primeiro lugar na disputa com o oponente Alexandre Kalil.

19h40 – Gladson de Lima Cameli, filiado ao partido Progressistas (PP), foi reeleito como governador do Acre. Os resultados das votações foram divulgados às 19h20. O candidato com mais votos depois de Gladson foi Jorge Viana (PT).

19h35 – Carlos Roberto Massa Júnior, mais conhecido como Ratinho Júnior, filiado ao Partido Social Democrático (PSD), foi reeleito como governador do Paraná. O resultado das votações foi divulgado às 19h35. O candidato com mais votos depois de Ratinho foi Roberto Requião (PT).

19h34 – Primeira senadora eleita em 2022, Tereza Cristina do (PP) ex-ministra da Agricultura e Pecuária do governo Bolsonaro, que estava concorrendo como senadora é eleita em Mato Grosso do Sul com 61,06% dos votos válidos. De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), 77,47 % das urnas já foram apuradas. O ex-ministro do governo Bolsonaro, Henrique Mandetta do (DEM) ficou em segundo lugar com 15,96% dos votos, em sequência aparece Thiago Botelha (PT) com 12,34%.

19h26 – Um comunicado publicado pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública no início da noite deste domingo afirma que 920 crimes eleitorais já foram registrados em todo o país. Entre as denúncias existem 310 ocorrências de boca de urna, 60 casos de transporte ilegal de eleitores e 55 violações do sigilo do voto.

19h20 – Alguns estados estão confirmando o segundo turno e outros perto de confirmar a eleição. Confira os resultados nas eleições para governador no Brasil.

19h18 – O Mato Grosso do Sul é o primeiro estado a confirmar o segundo turno. Pela contagem de votos, Capitão Contar (PRTB) e Eduardo Correa Riedel (PSDB) disputarão o governo do estado.

18h55 – Com 20,28% das urnas apuradas, o presidente e candidato à reeleição Jair Bolsonaro (PL) lidera a disputa com 47,91% dos votos válidos. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) aparece em segundo lugar com 43,34%, seguido por Simone Tebet (MDB) com 4,52% e Ciro Gomes (PDT) com 3,05%. Juntos, os outros candidatos somam cerca de 1% dos votos válidos.

18h35 – Com 10% das urnas apuradas, o presidente e candidato à reeleição Jair Bolsonaro (PL) lidera a disputa com 48,35% dos votos válidos. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) aparece em segundo lugar com 42,87%, seguido por Simone Tebet (MDB) com 4,56% e Ciro Gomes (PDT) com 3,07%. Juntos, os outros candidatos somam cerca de 1% dos votos válidos.

18h25 – A pequena cidade de Ponte Alta do Norte é localizada no interior de Santa Catarina. Este município foi o primeiro do Brasil a apurar 100% dos votos, segundo o Tribunal Regional. Na apuração de presidência, Jair Bolsonaro, do PL, teve 50,21% dos votos para a Presidência (969 votos), enquanto Lula foi a escolha de 44,40% dos eleitores (857 votos) do município.

17h40 – Com 0,98% das urnas apuradas, o presidente e candidato à reeleição Jair Bolsonaro (PL) lidera a disputa com 48,40% dos votos válidos. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) aparece em segundo lugar com 41,21%, seguido por Simone Tebet (MDB) com 5,27% e Ciro Gomes (PDT) com 3,67%.

17h05 – De acordo com boletim divulgado pelo TSE, até às 16h, 3.222 urnas haviam sido substituídas em todo o país. O número representa 0,6% das urnas usadas, contabilizando mais de 472 mil. Apenas uma seção eleitoral precisou utilizar o sistema de votação manual.

17h – Encerra-se o período de votação em todo o território brasileiro.

Lembrando que os eleitores que estavam na fila até às 17h, ainda estão votando.

16h45 – Faltam 15 minutos para o fim das votações em todo o país. As seções eleitorais fecham as portas às 17h. O TSE já confirmou que os eleitores que estiverem na fila no momento do encerramento da votação serão autorizados a votar, recebendo senhas para o acesso aos locais de votação.

16h15 – De acordo com o Ministério da Justiça e da Segurança Pública, o número de crimes eleitorais subiu para 663 até às 15h. 149 foram registrados como boca de urna, 127 como compra de votos e 18 como violação do sigilo ao voto. Os crimes comuns também subiram, passando para 77. Ao todo, 250 pessoas foram presas. 

16h – Muitos eleitores estão encontrando grandes filas na hora de chegarem às seções de voto. Por isso, embora falte uma hora para o fim das eleições, todos que chegarem na fila até 17h ainda poderão votar, conforme determinação do STF.

15h15 – Eleitores de diversas cidades do Brasil relataram ocorrência de filas demoradas nas seções eleitorais. Em São Paulo, eleitores de bairros como Indianópolis, Higienópolis e Santa Cecília reclamam das filas. O mesmo problema tem sido visto no Rio de Janeiro, onde os eleitores esperaram por três horas para votar em uma seção em Vila Valqueire, na Zona Oeste. Em Porto Alegre, longas filas marcam o local de votação com os maiores números de eleitores da capital. Além disso, filas também foram relatadas por brasileiros que estão votando neste domingo em Zurique, Suíça; Londres, Inglaterra; Buenos Aires, Argentina; Lisboa, Portugal e Nova York, Estados Unidos.

As filas têm ocorrido, majoritariamente, em decorrência da coleta de dados de biometria. A coleta não é obrigatória em todos os municípios, contudo alguns mesários têm solicitado a coleta da digital, a fim de aproveitar a oportunidade para coletar a biometria dos eleitores que ainda não possuem tal cadastro. Isso aumenta a espera nas seções eleitorais.

15h – Segundo a Band, dois policiais militares foram baleados dentro da Escola Estadual Deputado Aurélio Campos, na região de Interlagos, zona Sul de São Paulo. O tenente Wesley da Polícia Militar (PM), relatou que o atirador fugiu e um helicóptero da PM está sobrevoando a região para identificar o autor do crime. Ainda não há informações sobre o estado de saúde das vítimas.

14h45 – Conforme a atualização do Ministério da Justiça e da Segurança Pública, o número de crimes eleitorais subiu para 474 ocorrências até às 13h deste domingo (2). As prisões subiram de 130 para 184. Até este momento foram registrados 222 delitos pela pasta, sendo 75 devido a boca de urna, 15 de compra de votos ou corrupção eleitoral e 9 de violação do sigilo do voto.

14h30 – Um balanço parcial do TSE, divulgado às 11h40 de hoje, aponta que 1.420 urnas foram substituídas nas zonas eleitorais do país, correspondendo a 0,27% do total.  Até agora nenhuma  seção teve que recorrer ao sistema de votação manual.

14h15 – A candidata à presidência Sofia Manzano (PCB) votou, na tarde deste domingo (2), em uma escola da cidade de Vitória da Conquista, na Bahia. Em seguida ela segue para sua casa no mesmo município.

14h – A candidata à presidência Soraya Thronicke (União Brasil) votou, no início da tarde deste domingo (2), em uma escola municipal na cidade de Campo Grande, MS. Ela deve acompanhar a apuração dos votos de sua casa, em Brasília.

12h30 – TSE nega prisão de prefeito de Hortolândia, São Paulo, Zezé Gomes (PL), por boca de urna. O órgão diz que errou e esclarece que foi o chefe executivo de Bocaina (SP), Marco Antônio Giro (DEM), quem foi preso pelo crime eleitoral. Após a confusão, Zezé concedeu uma entrevista à imprensa em frente a escola onde votou pela manhã, Escola Pastor Roberto Rodrigues de Azevedo.

12h15 – 44 países já encerraram a votação para presidente da República, que ocorreu em 181 cidades estrangeiras. Neste ano, mais de 697 mil eleitores estão habilitados a votar no exterior, somente para cargo de presidente. Esse número representa um aumento de 39,21% em relação às últimas eleições gerais. 

12h10 – O candidato José Maria Eymael votou em São Paulo por volta de 11h50 desta manhã. Durante a tarde, ele deve acompanhar a apuração dos votos na sede de seu partido.

12h00 – O número de crimes eleitorais subiu para 316 até às 11h deste domingo (2), segundo o Ministério da Justiça e Segurança Pública. As prisões também subiram, de 121 para 128 e sete armas foram apreendidas desde a abertura das urnas.

11h55– A candidata à presidência, Vera Lúcia (PSTU), votou nesta manhã de domingo(2), no bairro do Ipiranga, em São Paulo. Depois de votar, ela agradeceu aos eleitores pela coragem de sonhar e lutar por um Brasil justo e igualitário.

11h50 – O Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) informou a prisão do prefeito de Bocaina, Marco Antônio Giro (DEM) por estar envolvido com boca de urna. O comunicado, publicado às 09h30, expôs que Giro seria liberado após o registro do boletim de ocorrência.

11h45 – As últimas apurações do boletim divulgado pelo Ministério da Justiça relatam 19 ocorrências de boca de urna, 7 ocorrências de transporte ilegal de eleitores, 3 violações de sigilo do voto e 6 casos de compra de votos/corrupção eleitoral, totalizando 88 crimes eleitorais até agora. Já o boletim da Polícia Federal expôs 7 flagrantes em andamento, 4 inquéritos instaurados, 56 conduzidos para a delegacia e um total de R$ 55.030,00 apreendidos.

11h20 – O candidato à presidência da república Leonardo Péricles, acaba de votar em Belo Horizonte, MG. A assessoria de Leonardo informou que o candidato vai ficar em uma ocupação na capital mineira, onde acompanhará a contagem dos votos.

11h10 – Segundo informação divulgada pelo TRE, Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo, Zezé Gomes, prefeito da cidade de Hortolândia, foi preso neste domingo (2) por estar envolvido em boca de urna. De acordo com o tribunal, ele será liberado após o registro do episódio, a assessoria do prefeito nega que Zezé tenha sido preso e informou que ele está na Escola Pastor Roberto Rodrigues de Azevedo para realizar seu voto.

10h55– O candidato Ciro Gomes registrou o seu voto por volta das 10h45 desta manhã. Ele votou na sede da Secretaria da Saúde estadual em Fortaleza, no Ceará. Esta é a quarta vez que Ciro concorre ao cargo de presidente.

10h47– De acordo com o Ministério da Justiça e Segurança Pública, 275 crimes eleitorais já foram registrados no Brasil essa manhã. Foram feitas também 58 ocorrências de crimes comuns nos locais de votação e 121 pessoas foram presas. Segundo o Ministério, são considerados crimes eleitorais a tentativa de violação do sigilo e a compra de votos (corrupção eleitoral e boca de urna).

10h43– A presidenciável Simone Tebet (MDB) votou em Campo Grande, MS, na Escola Estadual Lucia Martins Cordeiro. Ela deve acompanhar a votação no comitê da campanha, em São Paulo.

10h40 – Eleitores que apoiam Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Jair Bolsonaro (PL) se manifestam na fila para votação na Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, Portugal. A Polícia de Segurança Pública de Lisboa impede que os brasileiros fechem as vias. Esta é a cidade com maior número de eleitores brasileiros no exterior, são 45.263 eleitores aptos a votar, o que significa aumento de 113% em comparação a 2018. No local da votação, grupos vestidos de vermelho cantam o jingle de campanha pró Lula. Os eleitores pró-Bolsonaro estão vestidos de verde e amarelo.

10h35 – Luiz Felipe D’Ávila, candidato à presidência da república pelo partido Novo, votou na zona oeste de São Paulo, por volta das 9h30 da manhã, no colégio Mater Dei. Após votar, o candidato falou com a imprensa. Elogiou o seu partido por não ter usado verba do Fundo Partidário para fazer sua campanha e criticou a polarização entre Lula e Bolsonaro.

10h30 – As eleições de 2022 já se encerraram na Ásia. De acordo com os boletins divulgados em Xangai, Luiz Inácio Lula da Silva levou o primeiro lugar com 93 votos, enquanto Bolsonaro ficou em segundo lugar com 48 e Ciro Gomes em terceiro, com apenas 19. Em Pequim, Lula levou 48 votos, Bolsonaro 19 e Ciro Gomes 4 votos.

10h27– Neste domingo eleitoral, cinco cargos estão em jogo para votação, as opções serão mostradas em sua urna nessa respectiva ordem: deputado federal, deputado estadual ou distrital, para os residentes do Distrito Federal, senador, governador e por último o presidente da república. Cada cargo possui um número determinado de dígitos para preenchimento, para deputados são cinco dígitos, senador três, governador e presidente dois. Para que não haja erro confira todas as informações e até mesmo a foto dos candidatos escolhidos.  

10h22– No primeiro boletim de ocorrências deste domingo (2), o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou que 401 urnas precisaram ser substituídas até às 9h30. O número equivale a 0,07% do total de máquinas em funcionamento no país.

10h20 – Padre Kelmon, candidato à presidência pelo PTB, votou em Salvador, na escola municipal Adroaldo Ribeiro Costa. O presidenciável estava acompanhado de assessores e seguranças, cumprimentou eleitores e foi para a urna. É a primeira vez de Padre Kelmon na corrida presidencial. 

10h15 – Para quem ainda não sabe em quem votar, a ABJ Notícias publicou algumas das propostas dos quatro principais candidatos à presidência: 

Confira as principais propostas de Ciro Gomes 

Confira as principais propostas de Jair Bolsonaro

Confira as principais propostas de Lula

Confira as principais propostas de Simone Tebet

10h – A Austrália concluiu o veredito desse turno, contando mais uma vitória para o candidato Lula. De acordo com os boletins de urnas divulgados no país, o atual presidente, Bolsonaro obteve 228 votos enquanto o candidato do PT recebeu 701. Ciro ficou em terceiro lugar com 65 votos e Simone Tebet em quarto, totalizando 64 votos.

9h58 – Apesar das eleições no Brasil ainda estarem começando, alguns países já decidiram o futuro presidente no exterior. Na Nova Zelândia, por exemplo, o representante do Partido dos Trabalhadores, Luiz Inácio Lula da Silva ganhou, somando 329 votos no total, contra 71 votos do atual presidente Jair Bolsonaro (PL).

9h53 – O primeiro balanço de ocorrência relacionado ao primeiro turno das eleições já foi divulgado pela Polícia Federal. Foram apreendidos mais de R$ 55 mil em dinheiro, até as 8h47 deste domingo (2). Além desses itens também foram apurados 4 inquéritos instaurados, 49 pessoas conduzidas para a delegacia e 7 flagrantes em andamento.

9h35– Depois de pedir que os brasileiros votassem com a camisa da seleção brasileira durante a semana, Bolsonaro votou com a camisa do Brasil, às 8h56 de hoje, na Escola Municipal Rosa da Fonseca, no Rio de Janeiro. Após realizar o seu voto e ser questionado por jornalistas, ele agradeceu aos mesários e foi embora. Para o candidato, a sua expectativa para este domingo é de vitória.

9h30 – O marido da candidata ao governo de Pernambuco, Raquel Lyra (PSDB), morreu na manhã deste domingo (2), em Caruaru, agreste do Pernambuco. Fernando Lucena passou mal em casa, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionado e realizou os primeiros atendimentos na residência. Fernando, no entanto, não resistiu. A causa da morte ainda não foi divulgada.

9h10- O candidato Luiz Inácio da Silva, votou por volta das 08h40 desta manhã na escola João Firmino, no bairro Assunção, em São Bernardo do Campo, no ABC paulista. Após votar, ele beijou o comprovante e disse ser a eleição mais importante do país.

9h – As seções eleitorais para as eleições de 2022 tiveram início no Brasil, oficialmente, neste domingo (2), às 8h, no horário de Brasília. Mais de 156 milhões de eleitores estão aptos para escolherem nas urnas eletrônicas os representantes do povo para os próximos quatro anos. Esta é a primeira vez que o processo acontece em horário uniformizado em todo o país. As urnas fecharão às 17h e a apuração dos votos ocorrerá logo em seguida.

You may also read!

“Memórias Póstumas de Brás Cubas” faz sucesso nos EUA

O livro se encontra em primeiro lugar nas vendas da Amazon de literatura latina após viral na internet. Davi

Read More...

Japão: o centro da convergência cultural entre oriente e ocidente

Série Xógum retrata relações conflituosas no Japão antigo que permanecem preocupações econômicas e políticas no Japão contemporâneo.  Paula Orling

Read More...

Entenda a polêmica da PEC das praias

A polêmica levou o relator da proposta no Senado, Flávio Bolsonaro, a afirmar que vai alterar o texto da

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu