Novembro Azul e os cuidados com a saúde do homem

In Geral, Saúde

O exame para identificar o Câncer de Próstata deve ser feito todos os anos, a partir dos 45 anos.

Gustavo Montejano

No mês 11 é realizada a campanha do Novembro Azul para conscientizar a população masculina sobre os perigos de não manter os exames em dia, incentivar os homens a realizarem os exames de prevenção e cuidarem melhor da sua própria saúde. O tema principal da campanha se trata do câncer de próstata, mas não significa que esse seja o único problema. 

Os números de mortalidade do homem, no Brasil, são maiores que os números de mortalidade das mulheres e os motivos são diversos, por conta de um longo histórico de recusa de ir às consultas, medo de descobrir doenças e o mais comum é de ‘ferir a masculinidade’ no exame de toque retal. 

Conforme o Ministério da Saúde, o sexo masculino tem o maior número de internações, 51%, e a maior proporção ocorreu entre 50 e 59 anos. O câncer de próstata não é a doença causando mais óbitos entre os homens, segundo o ministério as principais causas de mortalidade da população masculina são: causas externas de morbidade e mortalidade; doenças do aparelho circulatório; neoplasias (tumores); doenças do aparelho digestivo; algumas doenças infecciosas e parasitárias.

Para todo homem se cuidar 

O urologista, doutor Alessandro Furtado Silva, de Minas Gerais, chama atenção para importância do diagnóstico precoce para o câncer e destaca que a criação do Novembro Azul, originado na Austrália, nunca se tratou apenas do câncer de próstata, mas de muitos outros problemas e doenças que afetam outros órgãos.

Em relação aos motivos de se recusarem a ir em uma consulta médica, o doutor Alessandro explica a situação atual. “A gente vem percebendo ao longo dos anos que a situação já melhorou muito e hoje em dia já não é uma coisa tão temerosa o exame de toque, por exemplo”, afirma.

Check-up em dia 

Após os 50 anos, os exames de rotina se tornam indispensáveis, para se prevenir de muitas doenças ou iniciar um tratamento precoce. Os mais importantes são:

  • Exame de sangue;
  • Exame de urina;
  • Exame de fezes;
  • Aferição da pressão arterial; 
  • Cálculo de IMC;
  • Testes de hepatite B e hepatite C;
  • Exames para infecções de doenças sexualmente transmissíveis; 
  • Marcadores Tumorais; 
  • Toque retal;
  • Ultrassons testicular e do aparelho urinário;
  • Teste de função pulmonar.

A pandemia causou muitos adiamentos de consultas e tratamentos, mas o Ministério da Saúde adverte, que a melhor forma de se prevenir de doenças e tratá-las com antecedência é realizando os exames regularmente e em todas as idades.

You may also read!

Empresas obrigam retorno ao trabalho presencial

Funcionários que já se adaptaram ao home office têm dificuldade com a medida. Gabrielle Ramos Durante a pandemia do

Read More...

“Memórias Póstumas de Brás Cubas” faz sucesso nos EUA

O livro se encontra em primeiro lugar nas vendas da Amazon de literatura latina após viral na internet. Davi

Read More...

Japão: o centro da convergência cultural entre oriente e ocidente

Série Xógum retrata relações conflituosas no Japão antigo que permanecem preocupações econômicas e políticas no Japão contemporâneo.  Paula Orling

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu