Produtos em barra: os queridinhos do meio ambiente

In Geral, Meio Ambiente

Shampoos e condicionadores em barra não precisam usar plástico em suas embalagens.

Gabrielle Ramos Venceslau 

Escolher qual é o melhor produto de higiene para utilizar no dia a dia é importante para os consumidores. Mas esse cuidado não gira em torno apenas da qualidade do produto ou de seu preço, afinal, a preocupação com o meio ambiente têm feito empresas mudarem para um comportamento eco-friendly (amigo do ambiente). É dentro deste contexto que surgem os produtos em barra, que se tornaram populares por possuírem embalagem sustentável e serem mais econômicos.

Segundo a campanha Zero Waste Week, 120 bilhões de embalagens de cosméticos são produzidas por ano no mundo. Dentre os materiais mais comuns presentes nesses recipientes está o plástico, que representa cerca de 75% do lixo marinho. Os produtos em barra dispensam o uso de embalagens plásticas, por isso produzem menos impacto ambiental. 

O Brasil possui o quarto maior mercado da beleza e estética no mundo, segundo pesquisa da Euromonitor. Dentre os produtos oferecidos, 87% da população brasileira prefere comprar aqueles que são oferecidos por empresas sustentáveis e 70% não se importam em pagar um pouco mais caro, segundo estudo feito pela agência de pesquisa norte-americana, Union + Webster, divulgado pela Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep), em 2019. 

Popularidade e a causa ambiental

As más escolhas feitas no passado em relação ao meio ambiente influenciam na atualidade. É por isso que a sociedade tem buscado reduzir o uso de plástico ao substituí-lo por produtos orgânicos, além de manter uma responsabilidade social ao consumir itens cruelty free [livre de crueldade para os animais] e veganos. Tudo isso “para não causar tantos danos para as próximas gerações”, explica a tricologista e biomédica esteta Djane Camila.

Dessa forma, é comum que os jovens se engajem nessas causas. “Sem dúvidas a proposta eco-friendly foi determinante na minha escolha, pois escolho apoiar empresas conscientes sempre que tenho a oportunidade”, conta a universitária Mariana Santos, que conheceu os produtos em barra por meio de algumas influenciadoras nas redes sociais.

Por que é mais sustentável?

Os produtos em barra são mais sustentáveis principalmente porque não utilizam plástico em suas embalagens. “As empresas estão pensando mais, tendo uma responsabilidade com o meio ambiente e priorizando a reciclagem”, explica a tricologista. No geral, os shampoos e condicionadores em barra possuem um embrulho feito de papel, que é um material biodegradável, ou seja, é rapidamente decomposto no meio ambiente. Isso colabora para a diminuição do descarte de plástico no planeta.

Segundo a profissional, outro motivo para ser mais sustentável é o não uso de água na composição. “Então não é só uma questão de reduzir o lixo, mas também tem a questão da utilização da água também”, explica a tricologista. Dessa forma, ao serem fabricados, esses produtos não entram no índice de gastos de água pelo setor industrial. Segundo a Confederação Nacional da Indústria (CNI), são retirados por segundo 2,3 milhões litros de água dos rios para uso em indústrias do Brasil. 

Benefícios para o consumidor

Além das questões sustentáveis, Djane explica que os melhores benefícios que um consumidor pode ter com um produto em barra é devido a sua concentração. Pois, por não utilizar água, a opção sólida corresponde a cerca de duas ou três embalagens de produtos tradicionais, o que promove maior durabilidade e economia.  Isso foi vivenciado pela Mariana, que ao testar produtos sólidos de marcas diferentes, conseguiu sentir uma diminuição nos gastos. 

Apesar disso, a universitária confessa ter tido dificuldades ao se adaptar com o produto. Até encontrar a dosagem correta de shampoo, sentiu que o seu cabelo ficou um pouco ressecado. Em contrapartida, sua experiência com o condicionador foi totalmente positiva. “Normalmente, tenho dificuldade em acertar nos produtos em alta que combinem com o meu cabelo, que é cacheado, então fiquei bem satisfeita com a proposta”, afirma. 

Já para Ana Clara Nunes, a experiência foi diferente. “Para mim não lava direito e o condicionador não condiciona nada”, reitera. Além disso, ela comenta que o produto acabou mais rápido do que ela esperava, o que não ofereceu nenhuma economia para a consumidora. 

Em relação a durabilidade do produto, a biomédica estética explica que se conservado de forma correta, eles podem durar mais. Mas, ao serem expostos à umidade ou água com frequência, podem acabar mais rápido. Dessa forma, é importante guardar o produto de forma correta após utilizá-lo.

You may also read!

Comida é recurso para lidar com problemas emocionais: entenda os riscos

Pesquisa revela que a maioria dos brasileiros acredita que comer em excesso melhora a saúde mental.

Read More...

Votação na Câmara aprova privatização da Sabesp

Elinelma Santos A Câmara Municipal do Estado de São Paulo aprovou nesta quarta-feira (17) a privatização da Sabesp (Companhia

Read More...

Excesso de proteína aumenta o risco de doenças cardiovasculares

Proteínas devem ser consumidas com equilíbrio, segundo especialistas. Késia Grigoletto  O excesso do consumo de proteínas aumenta o risco

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu