Cashback: uma nova forma de economizar

In Economia, Geral

Para fazer um bom uso da ferramenta é importante ter uma boa educação financeira.

Cristina Levano

Nos últimos anos, uma revolução silenciosa tem acontecido no mundo das compras online, com o surgimento e a popularização das ferramentas de cashback. Essas inovadoras plataformas têm ganhado cada vez mais espaço na rotina dos consumidores, oferecendo uma maneira diferente de economizar dinheiro enquanto se faz compras pela internet.

Essa prática é amplamente adotada por empresas de diversos setores, tornando-se uma estratégia eficaz para fidelizar clientes. Este proporciona um determinado beneficio ao cliente ao mesmo tempo que pode incentivar o consumismo.

O que é Cashback?

O termo “cashback” refere-se a uma prática na qual os consumidores recebem de volta uma porcentagem do valor gasto em suas compras. Essa devolução de dinheiro pode variar de alguns pontos percentuais a valores mais substanciais, dependendo da loja e da plataforma de cashback utilizada. “Você paga 100 reais e, em seguida, recebe de volta o percentual que o estabelecimento está disposto a dar”, exemplifica Fernando Tarin, fundador da Nível Cashback.

As plataformas de cashback geralmente trabalham com uma ampla gama de lojas, desde grandes varejistas até pequenas lojas online. O funcionamento das ferramentas de cashback é relativamente simples. Primeiro, o consumidor se cadastra em uma dessas plataformas, que geralmente são gratuitas. Em seguida, ele pesquisa a loja ou produto desejado por meio da plataforma e é redirecionado para o site da loja escolhida.

Ao realizar a compra, a ferramenta registra a transação e calcula o valor do cashback a ser creditado na conta do consumidor. Esse valor é posteriormente pago ao usuário, geralmente em forma de saldo na plataforma ou transferência para uma conta bancária. Dessa forma, em lugar de ter descontos diretos, os compradores obtêm uma quantia em dinheiro após a compra. 

Caso seja direto da loja, o processo começa com o consumidor cadastrando-se na loja que oferece cashback, e após a compra, o valor de volta é creditado em sua conta. Isso além de estimular a fidelidade à loja, também beneficia os consumidores, que conseguem economizar dinheiro.

Benefícios e cuidado

O cashback oferece uma série de benefícios para os consumidores. Para o fundador da Nível Cashback, “a vantagem é você ter algo que você não teria se a empresa não tivesse conveniado a uma empresa de cashback. Desvantagem? Não tem nenhuma. Eu não vejo uma desvantagem ao ganhar um benefício em dinheiro que vai ser gerenciado por um aplicativo. Você pode fazer o que você quiser com o cashback”, argumenta Fernando Tarin.

Essa economia direta nas compras pode ser uma maneira eficaz de controlar despesas e planejar o orçamento. Além disso, o cashback também pode ser usado como uma ferramenta de investimento a longo prazo, desde que seja incorporado a um planejamento financeiro sólido.

Rosiani Twardowski, cofundadora da Comparemania, uma plataforma de cashback, explica que a possibilidade de usar a ferramenta como parte de uma estratégia financeira pessoal. “É uma das principais vantagens do cashback a oportunidade de receber descontos reais. Isso não apenas reduz o custo efetivo de produtos desejados, mas também contribui para o aumento da sua capacidade de poupança e investimento”, explica.

Assim mesmo, Sergio Pouza Neto, educador financeiro e especialista em finanças pessoais, destaca que existem algumas instituições que permitem você utilizar o cashback para investir, seja no mercado de renda fixa ou no mercado de renda variável, e que com isso é possível construir um caixa futuro.

Por outro lado um estudo realizado pela Izio&Co com base no comportamento de 1,4 milhão de pessoas, apontou que consumidores brasileiros que utilizam cashback têm uma média de gastos mensais quase 84% maior do que os demais. Isto acontece porque esse público tem um interesse maior por compras. Também foi levantado que a frequência das transações realizadas por esses consumidores é 57,5% maior que a dos demais, além de também haver um aumento do valor médio das compras de 17,6%.

Por isso o educador financeiro alerta que o uso irresponsável do cashback pode levar a gastos excessivos e a uma perda do controle financeiro.

“Se a pessoa não tem um planejamento financeiro, elas utilizam o seu cartão de crédito pensando no benefício do cashback, porém, acabam não tendo controle para pagar o seu cartão. O sistema de cashback dá muito certo em países desenvolvidos, mas no Brasil ainda é necessário passar por uma educação financeira”, acrescenta. 

Políticas e segurança

Para garantir a segurança econômica dos usuários, é fundamental escolher plataformas e empresas de cashback confiáveis. O uso de criptografia e medidas de segurança para proteger os dados do usuário é essencial. Além disso, é importante que as empresas forneçam informações claras sobre suas políticas de reembolso e devolução.

Rosiani Twardowski declara que para assegurar uma experiência segura, é importante que as plataformas apliquem uma série de medidas de segurança rigorosas. 

“No nosso caso, a proteção dos dados de navegação é fundamental, e garantimos isso por meio de criptografia SSL, o que garante a segurança das informações transmitidas. Vale ressaltar que não retemos informações pessoais sensíveis, como números de cartão de crédito ou detalhes de contas bancárias. Essa prática reduz substancialmente qualquer risco de exposição de dados confidenciais”, finaliza.

Da mesma maneira, é importante – estar ciente de considerações fiscais ao usar o cashback. Pois dependendo das regras fiscais do país e das políticas específicas da plataforma, pode haver implicações fiscais ao receber dinheiro de volta.

E para evitar golpes, é essencial que os consumidores estejam atentos a sinais de alerta, como a reputação da empresa, comunicações suspeitas e ofertas que parecem boas demais para ser verdade. A vigilância e o senso crítico desempenham um papel fundamental na proteção contra fraudes.

You may also read!

Jovens se sentem mais felizes sem o celular, diz pesquisa

Entenda como os adolescentes lidam com o tempo de tela. Luiza Strapassan O uso do celular entre os jovens

Read More...

Programas de exercícios melhoram a qualidade de vida de pacientes com câncer de mama metastático

A atividade física é benéfica para pacientes com câncer de mama avançado, melhorando a qualidade de vida, reduzindo a

Read More...

Hábito de roer as unhas atinge até 30% da população global

Roer as unhas pode parecer uma reação normal ao estresse e ansiedade, mas pode apresentar nocividade à saúde. Eduardo

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu