De onde veio o jeans?

In Cultura, Geral
Calças jeans

Conheça a história desse traje que se tornou tão popular.

Bruno Sousa Gomes

Você já pensou de onde veio o jeans? Sabe por que ele é azul? Talvez não, não é? Pensando nisso, preparamos um blog post explicando um pouquinho sobre a história do jeans, suas características e como ele cai bem com qualquer roupa.

História do jeans

O jean apareceu pela primeira vez em 1792 na cidade de Nimes, no sul da França. Naquela época, ainda não era conhecido como “Jeans”, mas sim como Tecido de Nimes ou Denim para abreviar, que consistia em tecido para fazer roupas para marinheiros ou trabalhadores do campo.

Ao longo dos anos, o jeans se tornou famoso fora da França e em 1851 chamou a atenção do alemão Levi Strauss, responsável pela importação do jeans para o território americano na época. Lá, sofreu modificações e se tornou um tecido mais confortável, leve e com excelente resistência.

Em sua época, foi um dos trajes mais inovadores da história moderna. O objetivo principal da confecção das calças era ajudar os mineiros e vaqueiros norte-americanos que procuravam ouro durante a corrida para o oeste. Devido à alta durabilidade, as peças não são facilmente danificadas e proporcionam muito mais durabilidade.

De onde vem a cor?

O que podemos chamar de jeans de verdade é a cor azul que surgiu por volta de 1890, quando Levi Strauss decidiu tingir as peças com um corante de uma planta chamada Indigus, dando a elas a cor pela qual o jeans é conhecido hoje.

O corante índigo chegou à Europa no século XVIII e logo se tornou muito popular devido à grande quantidade disponível e preço razoavelmente acessível. Tornou-se amplamente utilizado até que o químico alemão Adolf von Baeyer criou uma versão sintética em 1897.

Desde então, o uso do índigo natural foi bastante reduzido, e os países que eram grandes produtores do corante tiveram um forte impacto econômico, como foi o caso da Índia.

A chegada dessa versão sintética ao mercado tornou o processo de tingimento padronizado e muito mais rápido, o que aumentou a velocidade de produção da peça e, consequentemente, reduziu os custos. O corante índigo sintético é amplamente utilizado, por exemplo, em jeans. Mas nada supera a beleza do processo artesanal e natural do uso do índigo, não concorda?

Depois de tanto tempo valorizando a produção em massa, alguns segmentos da moda estão voltando a usar o índigo, principalmente devido ao crescimento das preocupações ambientais e do movimento de consumo consciente.

Afinal, a cada dia mais pessoas querem consumir produtos que respeitem o meio ambiente e tenham interesse em conhecer todas as etapas da produção do que estão prestes a comprar.

Curiosidades

1- O nome “Jeans” surgiu em 1940, inspirado em usuários marinheiros italianos;

2- O Jeans só passou a ser um item feminino na década de 60. Antes, aquelas que usassem
eram consideradas transgressoras dos bons costumes.

3- Até a década de 50, o uso de tal peça também não era permitido em teatros, igrejas e bailes;

4- Por isso, jovens americanos começaram a usá-lo como um sinal de rebeldia contra as imposições da sociedade;

5- A cor azul índigo foi escolhida depois para disfarçar sujeiras das roupas dos trabalhadores;

6- Calvin Klein foi a primeira marca a realizar um desfile unicamente com peças Jeans, em 1970;

7- No Brasil, o elastano é muito usado nas calças para valorizar os quadris das brasileiras;

8- Quanto mais lavada, mais desbotada e macia fica a peça. Muitos modelos já chegaram ao mercado após processo de lavagem;

9- Devido a pigmentação e as lavagens, a produção de tais peças sempre foi uma das mais poluentes e com maior desperdício de recursos naturais;

10- Mas, o mercado Fashion prevê a confecção de peças mais duráveis e customizadas para incentivar o consumo consciente.

Espero que esse blog post tenha aumentado o seu conhecimento sobre esse estilo de roupa que se tornou tão popular. Ah! Antes de ir, não se esqueça de compartilhar com os amigos, grupo da família, até porque tudo que é bom e curioso, não dá para deixar guardado. Obrigado, e até a próxima!

You may also read!

Votação na Câmara aprova privatização da Sabesp

Elinelma Santos A Câmara Municipal do Estado de São Paulo aprovou nesta quarta-feira (17) a privatização da Sabesp (Companhia

Read More...

Excesso de proteína aumenta o risco de doenças cardiovasculares

Proteínas devem ser consumidas com equilíbrio, segundo especialistas. Késia Grigoletto  O excesso do consumo de proteínas aumenta o risco

Read More...

Jovens se sentem mais felizes sem o celular, diz pesquisa

Entenda como os adolescentes lidam com o tempo de tela. Luiza Strapassan O uso do celular entre os jovens

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu