Enem 2024 abre período para solicitar a taxa de isenção

In Educação, Geral

O prazo para pedir a taxa e justificar ausência da edição passada segue até 26 de abril.

Elinelma Santos

O período para solicitar a taxa de isenção do Enem 2024 foi aberto no dia 15 e segue até a próxima sexta-feira (26). Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), o direito à gratuidade será liberado para pessoas cadastradas no CadÚnico e participantes do programa pé-de-meia. Os interessados devem se inscrever na página do participante, somente via Internet.

Pessoa que estão matriculados na 3ª série do ensino médio (no ano corrente), em escola pública, quem fez todo o ensino médio em escola pública ou como bolsista integral em escola privada, todos em situação de vulnerabilidade socioeconômica por serem de família de baixa renda – com registro no Cadastro Único para programas sociais do governo federal (CadÚnico), também tem direito a fazer a prova de graça.

Os estudantes do ensino médio e também os que já concluíram essa etapa, podem realizar as provas e concorrer às bolsas integrais (100%) e parciais (50%) em universidades federais, e particulares por todo o Brasil. O benefício também é aplicado em instituições portuguesas através de convênios com Inep. O Enem avalia o nível da educação básica no Brasil, por meio do Inep, que por sua vez, é quem aplica o exame anualmente.

Oportunidades para a prova

O Enem PPL (Enem para Pessoas Privadas de Liberdade), está com as inscrições abertas desde a segunda-feira (9) e podem ser feitas até 20 de outubro. Para a realização do exame os candidatos devem ser registrados pelos responsáveis pedagógicos de cada unidade prisional ou socioeducativa. Para que estejam aptos a inscrever os participantes, os órgãos de administração prisional e socioeducativa devem assinar um termo de compromisso junto ao Inep.

O exame será aplicado nos dias 10 e 11 de dezembro e registrou 46.163 inscritos, o maior número de inscrições veio de São Paulo com 15.826. O exame é constituído de redação e de quatro provas objetivas com 45 questões de múltipla escolha e cobra o mesmo conteúdo que o exame regular exige.

Outros programas do governo

O governo federal dispõe de vários programas como Prouni, Sisu, Fies, onde o público-alvo é o estudante sem diploma de nível superior. Após concluir o ensino médio, o aluno tende a prosseguir para universidades sendo auxiliado com bolsas de estudos integral (100%) e parcial (50%).

Um desses programas, Prouni (Programa Universidade para Todos), utilizado por Nicoly Moura, aluna do curso de jornalismo na Universidade Adventista de São Paulo (Unasp-EC), foi o que a ajudou a ingressar na faculdade que está atualmente. A estudante colocou a nota do Enem para universidade particular, sendo aprovada com bolsa integral até o final do curso. “Eu alcancei uma boa nota pra que conseguisse a bolsa”, afirma.

O mais comum é que treineiros, concluintes do ensino médio e outros candidatos se inscrevam para participar do programa com a nota do Enem no começo do ano, início do período letivo. Permitindo, assim que, os aprovados consigam seus espaços no ensino superior, começando estudar no meio do semestre letivo.

You may also read!

Como são medidos os terremotos?

Os sismógrafos são os instrumentos que registram as ondas sísmicas provocadas pelo movimento das placas tectônicas. Davi Sousa Dois

Read More...

Você conhece a Síndrome de Wendy?

Quando o cuidado excessivo se torna uma armadilha. Nicoly da Maia No dia a dia, muitas pessoas colocam as

Read More...

Enxaqueca aura: entenda como funciona e como tratar

Dentre os três tipos de enxaqueca, a com aura é a que se caracteriza pelas alterações sensoriais.

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu