Frutas, verduras e legumes: saiba identificar se estão bons para o consumo

In Geral, Saúde
Frutas e verduras não terão mais data de validade

Produtos hortícolas embalados não terão mais data de validade, segundo o Ministério da Agricultura.

Gustavo Montejano

Produtos como hortaliças, frutas, verduras e legumes não exigirão mais datas de validade, conforme a portaria n.º 458, publicada em 21 de julho de 2022, pelo Ministério da Agricultura. Cabe ao consumidor averiguar se o alimento está apropriado para o consumo ou não. Essa decisão já era prevista pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), por causa da preocupação com o desperdício de alimentos.

O secretário de Defesa Agropecuária do Mapa, José Guilherme Leal, informa o motivo dessa ação. “A validade afixada nas embalagens não guardava relação com a qualidade do produto, uma vez que o próprio consumidor é capaz de observar se um produto hortícola está apto ou não ao consumo apenas pelo aspecto visual”, explica.

Propriedades organolépticas 

Segundo a nutricionista Fabiana Pedrosa, através do tato, olfato, visão e do paladar, chamadas de propriedades organolépticas, os consumidores podem averiguar se as hortícolas estão boas para o consumo. “Quando o produto está um pouco mais verde é porque não está na hora do consumo, mas se tem um cheiro adocicado, mais característico, é porque ele está dizendo que está bom para o consumo”, explica. 

Diferentemente de produtos industrializados, as hortícolas frescas têm uma camada natural de proteção e ainda podem, de acordo com Fabiana, ser consumidas mesmo com alguns danos como manchas escuras, tons de ferrugem, amassados, fungos entre outros problemas. Basta retirar com uma margem de dois centímetros a parte danificada. Assim o alimento pode ser consumido sem receio. 

Quais os perigos de ingerir alimentos vencidos?

Fabiana afirma que problemas como intoxicação alimentar são causados por bactérias, fungos ou até vírus, se tratando de alimentos que não tem uma proteção a não ser a própria casca e o recurso mais efetivo para se prevenir é a higienização correta. “Se tratando desses produtos a circulação ali de pessoas é muito grande, uma tosse, outra fala, outro espirra, nós não sabemos a higienização das mãos das pessoas, então quando o produto está com alguma porta de entrada para que esses microorganismos se proliferam ele será um risco”, adverte a nutricionista.

Muitas vezes vemos nas prateleiras de comércios partes de frutas embaladas numa bandeja, provavelmente a outra parte da fruta não esteja adequada para o consumo e por isso é tomado a providência de retirar a parte ruim para não haver de todo o produto ir para o lixo, explica. 

Como escolher?

Conforme o Ministério da Saúde, as hortaliças e frutas próprias para consumo não devem apresentar:

  1. Partes ou casca amolecidas, manchadas, mofadas ou de cor alterada.
  2. Polpa amolecida com mofo.
  3. Folhas, raízes e talos murchos, mofados ou estragados.
  4. Qualquer alteração na cor normal.
  5. Qualquer modificação no cheiro característico.
  6. Consistência alterada, esponjosa.
  7. Perfurações, enrugamento.
  8. Excesso ou falta de umidade característica.

Prefira as frutas e verduras da estação. Além de mais econômicas, conservam melhor os nutrientes. Para entender mais como identificar, higienizar e conservar cada fruta, verduras e legumes, o MS preparou uma lista de cuidados para conservação dos alimentos.

You may also read!

Enxaqueca aura: entenda como funciona e como tratar

Dentre os três tipos de enxaqueca, a com aura é a que se caracteriza pelas alterações sensoriais.

Read More...

Cidadãos sem registro ainda são problema no Brasil

Cerca de 2.7 milhões de brasileiros não possuem certidão de nascimento. Gabrielle Ramos O registro de nascimento é um

Read More...

6 filmes para assistir com sua mãe

Confira alguns filmes que separamos para você curtir um feliz dia das mães da melhor forma.

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu