Seriam os jogadores da NBA campeões mundiais? 

In Esportes, Geral

O atleta Noah Lyles levanta questionamento: afinal, ganhar a NBA torna alguém campeão mundial? 

Hellen de Freitas 

Um questionamento foi levantado por um dos astros do atletismo, Noah Lyles, corredor dos Estados Unidos, nesta última semana de agosto. O atleta venceu as corridas de 100 e 200 metros e o revezamento de 4×100 metros, no campeonato em Budapeste, ganhando o título de campeão mundial. Na coletiva após a vitória, Noah questionou o motivo da NBA, a liga nacional de basquete dos EUA, conceder o título de campeões mundiais a um campeonato que ocorre somente nos Estados Unidos. 

 “Sabe o que mais me incomoda? Quando eu assisto as finais da NBA e vejo escrito “Campeões Mundiais” nas celebrações deles. Campeões mundiais do quê? Dos Estados Unidos? Não me leve a mal, eu amo os EUA, às vezes, mas eles não são o mundo”, cutucou o corredor. A declaração chamou a atenção de fãs do esporte, mas também dos próprios jogadores da NBA que decidiram comentar no post do vídeo. 

Kevin Durant, ala-pivô do Phoenix e um dos principais nomes do esporte, não pareceu gostar da opinião e declarou:  ‘’Alguém ajude esse cara’’, em claro tom de deboche. Devin Booker, Damian Lillard e Aaron Gordon foram outros nomes que comentaram na publicação discordando, protegendo a NBA e seu título. 

Geografia estadunidense 

Os Estados Unidos é inegavelmente uma potência mundial, considerado país de primeiro mundo em vários âmbitos. No entanto, a geografia ensinada nas escolas deixa a desejar para uma nação tão avançada. 

Com uma estrutura escolar que prioriza apenas o aprendizado da sua própria história, e no qual saber sobre os estados do país é mais importante do que aprender sobre os continentes que os cercam, a percepção mundial é afetada. Esse aspecto ajuda a entender um pouco mais sobre a soberania que os norte-americanos levam como uma verdade absoluta, da mesma forma que os seres humanos acreditavam que a Terra era o centro do universo. 

Talvez seja o motivo de ligas nacionais como NBA, NFL e MLB darem o título mundial para competições nacionais. Olha aí novamente o “geocentrismo”. 

Melhor liga mundial 

Existe o outro lado da moeda, no qual a NBA é a maior liga de basquete do mundo, possuindo mais recursos, riquezas e os jogadores mais relevantes da história do esporte no seu histórico. Para qualquer amante do basquete, a liga é o ponto alto da carreira de um jogador, independente do seu país de origem, e essa mesma lógica é empregada na liga de futebol americano e no beisebol. 

Porém, o sucesso da NBA atual também conta com grandes nomes de estrangeiros que fizeram a diferença em diversas temporadas. Na última, o MVP, ou jogador mais valioso, foi Joel Embiid, jogador camaronês atualmente atuando no time do Philadelphia Sixers. O sérvio Nikola Jokic, conhecido como Joker, foi campeão da última temporada com o Denver Nuggets e foi o principal jogador e motivo das vitórias que os levaram ao grande título.

Outros grandes nomes de atletas estrangeiros dentro da NBA são Luka Dončić (esloveno) e Giannis Antetokounmpo (grego), ou as promessas do esporte, como Victor Wembanyama (francês). O sucesso dos estrangeiros mostra que outros países também têm o que é preciso para em um futuro, quem sabe, contestar a NBA como um título mundial.

Dream Team 

Os Estados Unidos também também são reconhecidos nos campeonatos mundiais como, Copa do Mundo do Basquete e principalmente nas Olímpiadas, sendo que já ganharam 19 medalhas totais, com 16 de ouro. Foi inclusive nessa competição que a nação ganhou o apelido de Dream Team por possuir os melhores jogadores e ser considerada como um verdadeiro bicho-papão de medalhas.

Entretanto, o esporte cada vez mais se torna, não ironicamente, mundial e há uma procura maior do conhecimento e recursos para implantar o basquete em outros lugares, atravessando as fronteiras estadunidenses. Afinal, será que o Dream Team é eterno?

Campeões mundiais? 

Também em Budapeste, o astro do atletismo, Noah, pontuou que existia uma diferença entre ele que corria contra outros atletas de diferentes nações e entravam na pista para representar seus respectivos países, usando a bandeira no peito, lutando pela medalha de igual para igual, se comparados a uma competição que termina e começa na “terra dos sonhos e oportunidades”. 

Voltando ao questionamento, de onde surgiu o mundial no título? Da sigla NBA aposto que não, visto que “National Basketball League” (Liga Nacional de Basquete) está longe de abranger o resto do mundo. 

E fica a dúvida: “Campeões mundiais?” 

You may also read!

Votação na Câmara aprova privatização da Sabesp

Elinelma Santos A Câmara Municipal do Estado de São Paulo aprovou nesta quarta-feira (17) a privatização da Sabesp (Companhia

Read More...

Excesso de proteína aumenta o risco de doenças cardiovasculares

Proteínas devem ser consumidas com equilíbrio, segundo especialistas. Késia Grigoletto  O excesso do consumo de proteínas aumenta o risco

Read More...

Jovens se sentem mais felizes sem o celular, diz pesquisa

Entenda como os adolescentes lidam com o tempo de tela. Luiza Strapassan O uso do celular entre os jovens

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu