Crianças têm educação prejudicada devido à pandemia

In Educação, Geral

Pais, professores e profissionais de saúde elaboram métodos de como melhorar a qualidade da aprendizagem infantil

Rebeca Pedromilo

Segundo estudos de psicologia da (PUC-Campinas), apesar das crianças serem as menos afetadas pelos sintomas da COVID-19, elas podem sentir os efeitos em outro aspecto. A educação é prejudicada, assim como o desenvolvimento psicológico, impedindo o crescimento integral dos menores.

A Psicóloga Nicole Vieira explica como a mudança abala o processo de aprendizagem. “A ausência de interação na infância também pode trazer prejuízos à saúde mental, pois a socialização é de extrema importância  para o desenvolvimento infantojuvenil ”, declara.

Ela ainda relembra que toda adaptação gera sofrimento e grande parte do sucesso acadêmico da criança está relacionado à organização, tanto da instituição de ensino, quanto à própria família.

A nutricionista Cristiane do Amaral fala sobre como a alimentação pode ser um aliado ao desenvolvimento infantil. “Alimentos como batata doce, aipim e castanhas, formam parte de um cardápio adequado que ajuda a melhorar o humor das crianças, deixando-as mais calmas e tranquilas”, conta.

Cristiane também adverte sobre como o açúcar pode interferir no dia a dia. “Os açúcares presentes em bolos, chocolates e refrigerantes são prejudiciais não só por deixar as crianças inquietas, agitadas  e desatentas, mas também porque  acabam contribuindo para o aumento ou o desenvolvimento da ansiedade”, salienta.

Apoio familiar muda perspectivas 

O contato em excesso com as telas também pode influenciar no comportamento dos juvenis. O estudante de pedagogia Cristian Rosselli se preocupa com as alterações que o ensino EAD podem causar. “Usar as plataformas de ensino remoto de forma tão intensa acarreta no aumento das taxas de obesidade, distúrbios do sono e problemas comportamentais”, informa.

Ele também comenta  sobre como o ensino remoto afeta de maneira mais ampla crianças com síndrome de Down ou que possuam hiperatividade. “Essas crianças teriam em sala de aula, auxílio de um profissional que poderia dar atenção às necessidades delas”, conclui. Para a obtenção de melhores resultados, o apoio e incentivo familiar é muito importante tanto nas atividades diárias quanto fora desses períodos.

 

You may also read!

Cientistas fazem divulgação no Twitter

Cientistas brasileiros usam o Twitter para popularizar conhecimento especializado

Além de proporcionar entretenimento, o acesso à ciência nas redes sociais auxilia no combate à desinformação. Mariana Santos A

Read More...
Mulher Hulk será lançado hoje.

Mulher Hulk surpreende críticos e batalha pela risada dos fãs

A nova série da Marvel quer resgatar o público com boa atuação e diálogos cômicos. Lucas Pazzaglini A Marvel

Read More...
Continência ao Amor traz reflexões sobre o SUS.

Continência ao amor: o sucesso da Netflix e a celebração ao SUS 

O filme traz reflexões sobre o tratamento de diabetes, o que nos leva a pensar em como o Brasil

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu