Crossfit, Hiit e Spinning não são para todo mundo

In Esportes, Saúde

Essas atividades físicas são consideradas de grande esforço e devem ser liberadas por médico

Kawanna Cordeiro

Profissionais advertem que atividades como Hiit (High Intensity Interval Training), o Spinning, famoso nas academias, e a “febre” do momento, o Crossfit, são atividades que exigem muito do corpo e precisam de liberação médica para ser praticadas.

Um estudo intitulado The nature and prevalence of injury during CrossFit training (ou, em tradução livre: A predominância e os tipos de lesões durante treinos de CrossFit), foi publicado em novembro de 2013 no Journal of Strength and Conditioning Research Publish Ahead of Print e mostra que as lesões de ombro e coluna são as mais comuns entre os praticantes. A análise mostra que entre 132 adeptos do esporte, 73,5% sofreram algum tipo de lesão. Desses, sete precisaram de algum tipo de cirurgia. “Qualquer atividade ou exercício físico é importante um acompanhamento multidisciplinar com médicos, educadores físicos e nutricionistas”, alerta o educador físico Euller Carvalho. Ele ainda ressalta que só com uma liberação médica a pessoa terá resultado garantido sem colocar a saúde em risco.

O estudante André Takimoto pratica Crossfit há quase dois anos. “Eu gosto e sempre pratiquei atividades físicas. Escolhi o Crossfit porque é muito completo, envolve aeróbico e musculação”, conta. “Toda vez que começo alguma atividade diferente eu passo no médico, com o Crossfit não foi diferente” afirma. Ele lembra que a prática mexe com o corpo todo e é importante conhecer os próprios limites. “Ele é um treinamento de alta intensidade, extremamente perigoso pra quem não faz da forma correta e procurar um médico é fundamental” ressalta.

O cardiologista Fabio Tuche alerta as pessoas que já possuem um histórico ficarem atentas antes de iniciar a prática. “Pessoas que estão totalmente sedentárias ou com doenças estabelecidas como osteoarticulares ou cardiovasculares, dor no peito, desmaios e falta de ar também devem procurar um médico antes de iniciarem os exercícios físicos”, defende. Carvalho aponta que exercícios com intensidade moderada podem trazer os mesmos benefícios para o corpo, sem exigir tanto dele. “Qualquer benefício será alcançado com o equilíbrio alimentar e dedicação à prática de atividades, independente da atividade escolhida” diz. Ele ainda aconselha que as pessoas procurem aquelas atividades que tragam mais prazer e que terá mais assiduidade.

A prioridade sempre deve ser o cuidado com a saúde. “O mais importante é realmente sair do sedentarismo, iniciando uma atividade física aeróbica com aumentos de intensidade gradativos e respeitando a individualidade de cada pessoa”, instrui Fabio. E, se ao praticar algum exercício físico sentir dor ou mal-estar, o conselho dos profissionais é parar a prática e procurar ajuda médica.

*Foto: https://goo.gl/f3MR1K

You may also read!

Como viver de modo sustentável?

Entre as ações mais nocivas ao meio ambiente está o consumo de plástico Adalie Pritchard No dia 1° de

Read More...

Semana de Educação Financeira conscientiza jovens sobre investimentos

Aplicações no Tesouro Direto estão entre as mais viáveis para universitários Djuliane Rodrigues Entre os dias 20 a 26

Read More...

Musical “Fé, Esperança e Amor” é apresentado no Unasp Engenheiro Coelho

Obras de “Les Misérables” e “The Sound of Music” foram interpretadas por estudantes da Licenciatura em Música Ana Clara

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu