38º Expoflora é comemorada por produtores e turistas

In Cultura, Economia

Desde 1981, Holambra abriga a maior apresentação de flores da América Latina

Maria Teófilo

Setembro inaugura a estação mais colorida do ano: a primavera. E, para comemorar com antecedência essa estação, a cidade de Holambra realiza todo ano a Expoflora. O programa consiste na maior apresentação de flores da América Latina. A festa ocorre desde 1981, e o município de Holambra (SP) abriga o evento. A história da cidade está atrelada ao cultivo de flores, já que esta foi fundada por imigrantes holandeses em 1948. Apesar de ter apenas 13000 habitantes, Holambra tornou-se o maior centro de comercialização de flores do país. De acordo com a organização da Expoflora, o município responde por 50% das vendas do setor. Cerca de 500 produtores atuam na cidade. Portanto, são participantes do evento, que dura cinco finais de semana. A diretora da Secretaria da Cultura de Holambra, Alessandra Caratti, conta que “a Expoflora já existe há vários anos, mas, a cada ano, surgem novidades para chamar a atenção dos turistas. Com certeza um evento como esse é de grande importância para nossa economia, sem contar com as atrações que exibem belas flores”.

Ao exibir novidades, a Expoflora é um local propício para atração de novos clientes. Com a feira, os produtores apresentam com mais facilidade seus produtos. Jaqueline Wijer, filha de um imigrante holandês que criou uma empresa de produção de orquídeas em Holambra, comemora o evento. “Para nós é um prazer participar desse grande evento. A cada ano buscamos trazer novidades para agradar nossos clientes, com produtos de qualidade para enfeitar ainda mais a Expoflora”, salienta a hoje co-administradora da empresa familiar. Jean Kartstee também herdou um negócio de seu pai. Ele é produtor de Sunpatiens (conhecida popularmente como “Beijinho” ou “Maria-sem-vergonha”). “Eu produzo flores há nove anos, e, há sete, participo da Expoflora. Todo ano, renovo o mercado, e, para que [as flores] fiquem bonitas até a apresentação, plantamos em março e abril. Além da Expoflora, também forneço para o Brasil todo”, expõe.

Outra atração do evento é a chuva de pétalas, com início às 16h30 as pessoas aguardam ansiosas para verem. A feira teve início em 28 de agosto e vai até 29 de setembro. Está aberta de sexta-feira a domingo. Entre as atrações, também apresenta danças típicas, desfile com carros alegóricos cheios de flores e bandas, parque de diversões e barracas com comidas típicas holandesas e até sorvete de rosas.

Visitantes da feira não economizam nas fotos. Na abertura desse ano, uma mulher foi vista tirando fotos para seu book de gravidez. Cristiane Pereira é balconista e mora em Engenheiro Coelho, cidade próxima à Holambra. Ela está grávida de três meses, e aproveitou a decoração da Expoflora. A turista ficou surpresa com a interação de outros visitantes da feira. “Eu já fui com intenção de fazer um book, já que ainda não havia tirado nenhuma foto da gravidez […], só não imaginei que chamaria tanta atenção. As pessoas passavam e davam dicas: ‘tira aqui, tira ali’”, conta Cristiane.

Holambra oferece aconchego para seus visitantes, e, fora da época de exposição das flores, os turistas podem visitar as plantações com guias turísticos contratados por agências da cidade. Os curiosos podem conhecer as estufas, descobrir como são cultivadas as diversas espécies de plantas, e visitar o Moinho dos Povos Unidos – um dos cartões postais de Holambra. Entre os outros pontos turísticos, estão o Deck do Amor, o Lago Holandês, o Lago da Vitória Régia, Prainha, Portal do Holambra, Memorial do Imigrante e o Recinto da Expoflora.

You may also read!

DIU: facilidade e segurança para mulheres

Os anticoncepcionais intrauterinos, mais conhecidos pela sigla DIU, são, atualmente, um dos métodos mais seguros e eficazes para evitar uma

Read More...

Brasil ocupa 13ª posição no ranking mundial de gamers

O perfil dos jogadores tem se tornado heterogêneo, e eles já são mais de setenta e cinco milhões no

Read More...
Colombo chega a América, e, com ele, a cruz de Cristo. Pintura de José Garnelo Alda (1866- 1945) feita em 1882.

Cristóvão Colombo: herói ou genocida?

“O descobrimento da América” foi realmente isso ou apenas o início de uma colonização forçada por parte dos espanhóis?

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu