Dia Nacional do Livro Infantil

In Educação

A data foi criada em homenagem ao escritor Monteiro Lobato, que dedicou a maioria de suas literaturas para o público infantojuvenil

Kelyse Rodrigues

Comemorado no dia 18 de abril, o Dia Nacional do Livro Infantil foi instituído em 2002, ano em que foi criada a Lei 10.402/02, em homenagem ao escritor Monteiro Lobato, onde foi registrada sua data de nascimento como dia oficial da literatura infantojuvenil. Lobato contribuiu com obras célebres também para o público adulto. Sua primeira publicação de história infantil foi publicada em 1920, “A menina do narizinho arrebitado”, e com o sucesso, fez com que tantos outros surgissem.

A obra de Monteiro Lobato fez tanto sucesso que posteriormente se tornou um programa de televisão, que produzido no final do ano 1970 até meados dos anos de 1980 e retomado no final dos anos 1990 até meados dos anos 2000. Com os personagens Dona Benta, Pedrinho, Narizinho, Tia Nastácia, Emília, o Visconde de Sabugosa, entre outros que foram eternizados.

A brasilidade é presente na obra infantil e adulta de Monteiro Lobato, que foi um nacionalista convicto, que defendeu bandeiras importantes para o país. “Os elementos brasileiros que constam em sua produção para crianças são de grande valor para o resgate e preservação de ideias, personagens, habitats e, principalmente, da rica cultura do interior do país e de seu folclore”, aponta João Luís de Almeida Machado, do departamento pedagógico do Sistema de Ensino Poliedro.

Lobato foi o primeiro escritor da literatura infantojuvenil a perceber que deveria inserir nas histórias para crianças e jovens os elementos da cultura nacional, como por exemplo, os costumes do povo do interior. Fez isso de forma única, além de combinar a identidade brasileira com elementos da literatura universal, como a mitologia grega.

Monteiro Lobato também foi precursor da leitura paradidática, onde a principal característica é que a criança aprenda enquanto brinca e lê. Para a professora Sônia Mara, “é brincando que se aprende”. “A literatura dele também permite que as crianças aprendam brincando e consigam saber interpretar em outras áreas como ciências, matemática, geografia etc”, explica.

Criar um ambiente para que a criança possa se expressar, aprender, criar, é muito importante para o aprendizado, e esse contato desde pequeno fará com que futuramente a pessoa tenha facilidade até mesmo na vida profissional. A professora Sônia Mara conta como funciona na sala de aula. “Temos cantinho para leitura, para que eles possam olhar os livros, mesmo que eles não saibam ler, eles fazem leitura das imagens, permitindo que eles possam criar suas próprias histórias”, expõe Sônia.

Crédito da foto: https://goo.gl/Mipgmi

 

You may also read!

Onda de Calor atinge a Europa

Onda de calor atinge Europa e causa mortes

As temperaturas anormais da onda de calor provocaram incêndios, óbitos e enfermidades. Bruna Moledo Uma onda de calor inédita

Read More...
Dia dos Pais é comemorado neste fim de semana

Dia dos Pais: 8 ideias para você comemorar com o seu paizão

Saiba como celebrar com seu pai nesse dia especial Lucas Pazzaglini O Dia dos Pais está chegando e talvez

Read More...
Dependentes de Nicotina recebem ajuda do SUS

SUS proporciona campanha de tratamento para dependentes de nicotina

Promovido pelo Ministério da Saúde e Instituto Nacional do Câncer, o projeto visa auxiliar a comunidade dependente por meio

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu