A insegurança da mudança de carreira

In Educação, Geral

A longo prazo, escolher outra profissão traz medo; no entanto, se conhecer e sair da zona de conforto é necessário

Kawanna Cordeiro

Escolher uma carreira para seguir nunca foi uma decisão fácil, no entanto, sempre haverá a possibilidade de escolher outra profissão e isso não deve ser motivo de preconceito. A decisão de mudar de carreira pode vir cercada de dúvidas, mas também de muito autoconhecimento. Segundo o presidente do  Instituto Brasileiro de Coaching, José Roberto Marques, o primeiro passo para alguém que se sinta desconfortável na carreira é se conhecer e descobrir a causa do incômodo. “Mudar de carreira é possível, mas é algo que requer uma análise minuciosa para que o processo não gere novos desconfortos e frustrações”, afirma.

O biomédico Michael Harteman descobriu esse desconforto no terceiro ano da faculdade de biomedicina, mas continuou pois achava que iria se descobrir dentro do leque de oportunidades que a profissão traz. “Logo após a faculdade fui fazer estágio em um laboratório e eu detestava tudo aquilo”, lembra.  A preocupação com o desconhecido e com a opinião dos outros foram os maiores medos de Harteman. “Meu pai já é um senhor de 70 anos, e achou minha atitude totalmente maluca, mas decidi enfrentar. Hoje ele entende que foi o melhor”, conta.

O apoio da família e das pessoas próximas é extremamente necessário nessa situação, aponta Simone. “Muitas vezes, os profissionais que não possuem este apoio adiam a decisão de mudar de carreira e o resultado disso são profissionais insatisfeitos não só no ambiente de trabalho como também na esfera da vida pessoal”, revela.

Michael cursa o segundo ano de jornalismo, aos 32 anos, e se diz satisfeito. “Fiquei um pouco preocupado, mas não a ponto de pensar em desistir. O apoio da família foi fundamental, principalmente da minha esposa”, assegura. Mudanças podem trazer medo e insegurança sim, devido a isso muitos pessoas desistem no meio da mudança com medo do fracasso, explica a psicóloga e coach Claudia Carraro. Ela dá algumas dicas para quem está pensando na hipótese:

– Permita-se vivenciar o processo de mudança;

– Entenda por que quer mudar de carreira;

– Invista em autoconhecimento;

– Pesquise sobre outras carreira e profissões;

– Permita-se aproveitar da jornada que fará no autoconhecimento;

– Converse com pessoas positivas e que você confia;

– Conheça outras pessoas que mudaram e qual foi a jornada delas;

– Planeje a mudança, não tome nenhuma decisão precipitada.

Claudia expõe ainda que as pessoas tem tempos diferentes para mudar. “Algumas mudam rápido, outras precisam de mais tempo, mas é preciso dar o primeiro passo. E, principalmente, para mudar é preciso querer realmente mudar”, aconselha.

*Foto: https://goo.gl/ejnVcB

You may also read!

Desnutrição infantil atinge população.

Fome no Brasil promove alerta sobre as consequências da desnutrição infantil

Diante do cenário de fome crescente no Brasil, pesquisas revelam como a desnutrição infantil afeta as demais etapas da

Read More...
Sessões terão apoio da ANS

ANS retira limite de sessões com fisioterapeutas, psicólogos e outros

A decisão sobre as sessões impacta a usuários de planos de saúde. Lucas Pazzaglini A Agência Nacional de Saúde

Read More...
Plástico é produto de difícil reciclagem

No more plastic! Canadá proíbe a produção e importação de plásticos de uso único

A nova regulamentação entrará em vigor a partir de dezembro de 2022. Cristina Levano O governo canadense apresentou as

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu